Energia

Google escolhe EDPR para fornecimento de energia nos Países Baixos

Quatro centrais solares vão fornecer energia ao gigante tecnológico
Texto
Parque solar (foto: divulgação)
Parque solar (foto: divulgação)

A Google irá ter acesso a energia renovável oriunda de quatro centrais fotovoltaicas que estão a ser desenvolvidas pela EDP Renováveis nos Países Baixos, acaba de ser anunciado esta quarta-feira dia 14 de junho.

O acordo celebrado entre a Google e a Kronos Solar EDPR, uma empresa de desenvolvimento solar detida inteiramente pela EDP Renováveis, representa o primeiro PPA de longo prazo da EDPR no país.

Este contrato é um forte sinal sobre o pipeline de projetos de mais de 5GW da Kronos Solar EDPR nos Países Baixos ou na Alemanha, onde a empresa está sediada e se concentra no mercado de PPA em rápido crescimento, pode ler-se em comunicado de imprensa.

A Kronos Solar EDPR está a acelerar a produção de energia limpa nos Países Baixos, mas também está a expandir a sua capacidade de conduzir estes PPA numa base europeia.

solar edp - away
Em abril a Google e EDPR anunciaram parceria nos EUA (foto: divulgação)

Localizados nos municípios de Smallingerland, na província da Frísia,e de Lochem e Berkelland, ambos na província de Guéldria, estes projetos têm uma capacidade instalada combinada de cerca de 50 MWp (40 MWac) e deverão entrar em funcionamento até 2024. Durante 15 anos, a Kronos Solar EDPR e a Google são parceiros para a produção anual de mais de 49 GWh de energia limpa.

As centrais fotovoltaicas terão mais de 85 mil painéis solares bifaciais, permitindo o aproveitamento da irradiação solar de ambos os lados do painel e maximizando a utilização dos recursos existentes de uma forma mais eficiente e sustentável.

Com a adição deste portfólio solar, a EDP Renováveis tem atualmente assegurado cerca de 50% da sua capacidade global total, prevendo a empresa instalar cerca de 17 GW de energia verde até 2026.

Este PPA segue-se a um outro acordo com a Google, anunciado em abril, para desenvolver 650 MWdc (500 MWac) de energia solar distribuída nos Estados Unidos, naquele que foi o maior acordo corporativo dos EUA para a distribuição de energia solar fotovoltaica, segundo dados da S&P Global e BloombergNEF, e o maior acordo de energia solar distribuída da EDPR com um único cliente.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Nem Maldivas, nem Bali. Praia portuguesa considerada a melhor do mundo
Dicas para enfrentar o frio sem gastar muito dinheiro
E se pudesses comer a colher? Esta é em bolacha impressa em 3D