Mobilidade

Tesla novamente investigada por autoridade de segurança americana

As autoridades de segurança rodoviária americanas abriram uma nova investigação ao sistema de condução autónoma da Tesla.
Tesla
Tesla
PUB

Os reguladores de segurança automóvel dos Estados Unidos deram início a mais uma investigação relacionada com o sistema de condução autónoma da Tesla, depois de terem sido registados diversos acidentes, num momento em que o sistema estava ativo.

Segundo um relatório da NHTSA (National Highway Traffic Safety Administration), foram registados cerca de 11 acidentes desde janeiro de 2018 com diversos modelos da Tesla, que resultaram em 17 feridos e uma morte, que podem estar relacionadas com o veículo em questão, mas também com outros veículos em que o primeiro possa ter embatido.

PUB

Ao todo, serão avaliados cerca de 765 mil veículos, incluindo os modelos S, 3, X e Y da marca americana, produzidos entre 2014 e 2021. Inicialmente, a investigação solicitará ao fabricante dados sobre reclamações, ferimentos e reclamações relacionadas com a garantia. Depois, o processo passa para uma avaliação das circunstâncias que contribuíram para estes acidentes e outros semelhantes.

PUB

Os reguladores de segurança pretendem avaliar as tecnologias e os métodos utilizados para monitorizar, assistir e até impor o envolvimento do condutor na condução do veículo, nos momentos em que o piloto automático estiver a ser utilizado. Por outro lado, será também avaliada a forma como os veículos identificam e reagem às mais variadas situações.

PUB

Depois de concluída esta avaliação, a NHTSA pode simplesmente arquivar o processo ou solicitar um pedido de recolha ao fabricante, que também colabora nesta investigação, apresentando a sua opinião sobre o alegado defeito e que pode optar previamente pela mesma manobra de recolha.

A NHTSA relembra ainda que “nenhum veículo automóvel dos disponíveis atualmente no mercado tem a capacidade de conduzir sozinho, sendo ainda sempre necessária a presença de um condutor, que esteja sempre em controlo

A entidade de segurança acrescenta ainda que “todas as leis estatais ainda responsabilizam o condutor pelo correto funcionamento dos veículos que conduzem. Certos sistemas de segurança já têm capacidade de minorar a gravidade dos acidentes e até de os evitar em algumas situações, mas todos os condutores deverão sempre usá-los de uma forma correta e responsável”.

Continuar a ler
Home
Cidades
Conhece aqui o vencedor do Prémio Gulbenkian para a Humanidade
Mobilidade
Vídeo: Famel regressa com mota elétrica
Sustentabilidade
Google Maps irá indicar rotas amigas do ambiente para evitar emissões de CO2