Mobilidade

Mais condutores pedem aos passageiros a divisão dos custos com combustível

Diz-se que “não há almoços grátis” e para grande maioria dos condutores, o mesmo se aplica aos custos com combustível
Texto
Partilhar custos de combustíveis (foto: iStock)
Partilhar custos de combustíveis (foto: iStock)

És da opinião de que se tornou mais socialmente aceitável pedir a quem viaja contigo de automóvel que contribua para os gastos com combustível? Quase dois terços dos condutores acham que sim.

O contínuo aumento dos preços dos combustíveis tem produzido efeitos nefastos na economia e, em particular, no orçamento familiar, já que afeta de forma direta todos aqueles que, diariamente, utilizam os seus veículos para as deslocações de âmbito profissional ou pessoal.

Perante esta realidade, a questão inicial ganha particular pertinência, o que levou a maior instituição independente de segurança rodoviária do Reino Unido, IAM RoadSmart, a conduzir um estudo para saber a opinião de mil condutores britânicos e norte-irlandeses.

Entre os inquiridos, 64% acreditam que passou a ser mais socialmente aceitável aos condutores ou proprietários do veículo pedir aos restantes passageiros para dividirem a despesa relacionada com combustível. Sem surpresa, os jovens condutores são os mais propensos a fazê-lo, com 82% dos que se situam na faixa dos 18-24 anos a acreditarem que tal ação se tornou mais aceitável.

No polo oposto situam-se os condutores com mais de 65 anos. Pouco mais de metade (58%) é da opinião de que os custos com combustível devem ser partilhados entre os ocupantes do veículo, o que faz deste o grupo etário menos provável de tomar uma atitude nesse sentido.

Depois dos mais jovens, os inquiridos com entre 55 e 64 anos são os que mais responderam afirmativamente à questão “acha que está a tornar-se mais socialmente aceitável pedir a alguém que contribua para a sua gasolina/ gasóleo, se for você o condutor?”. Em concreto 68 por cento. Muito perto deste resultado (67%) ficaram os grupos etários 25-34 e 35-44.

Os inquiridos com idades compreendidas entre 45 e 54 anos alinharam com o grupo mais sénior, com 58% a considerarem que é agora mais bem vista a ação de solicitar a partilha dos gastos com combustível.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Radares da PSP. É aqui que vão estar na semana de 17 a 23 de junho
Hyundai apresenta primeiro camião a hidrogénio com condução autónoma
Segurança rodoviária: 9 peças de roupa a evitar quando se está ao volante