Turistas portugueses passaram a procurar férias para relaxar e cuidar de si

Estudo conduzido pela agência de viagens eDreams dá conta das alterações nos hábitos de viagem provocadas pela pandemia
Férias dos portugueses (Foto: B. Tozour/Unsplash)
Férias dos portugueses (Foto: B. Tozour/Unsplash)

A agência de viagens online eDreams realizou um estudo em Portugal com o objetivo de perceber como se sentem os viajantes em relação às suas férias em 2022 e concluiu que a principal motivação “para fazer as malas” é relaxar e cuidar do bem-estar pessoal.

Numa fase em que as restrições relacionadas com a pandemia foram aliviadas e entramos nos meses de maior calor, a eDreams foi à procura da resposta à questão “porque viajam os portugueses?”.

Se num inquérito similar realizado em setembro de 2020, apenas 16% dos turistas nacionais viajavam com o propósito de cuidar melhor de si, agora essa percentagem subiu para os 86%, o que indicia uma clara mudança nas prioridades provocada pela evolução da pandemia.

Por ordem de preferência, os portugueses inquiridos também apontaram como razões para viajar a vontade de conhecer a cultura dos sítios que visitam (59%), de socializar, visitar amigos e família e conhecer novas pessoas (53%), bem como a expectativa de viver novas aventuras (51%).

Outro aspeto sobre o qual se debruçou o estudo realizado pela eDreams foi tentar perceber se houve mudanças nos hábitos dos viajantes provocadas pela pandemia de Covid-19. Os resultados variaram consoante a temática abordada.

Se por um lado a pandemia pouco ou nada alterou no que diz respeito à utilização das redes sociais – 68% diz que, nas suas férias de 2022, as utilizará tanto como antes – no que concerne à alimentação, o panorama parece ter sofrido algumas alterações, já que quase metade (48%) dos portugueses afirma que a forma como pensa em comida mudou o planeamento das férias.

Do total de inquiridos, 25% afirma procurar alojamento com cozinha para poder confecionar as suas refeições, e apenas 16% pretendem ir a mais restaurantes do que em anos anteriores. Em jeito de curiosidade, a eDreams revelou ainda que há uma fatia de 10% de viajantes que pretendem aprender a cozinhar comida local nas suas férias.

Continuar a ler
Home
Conferência dos Oceanos 2022 em Lisboa até 1 de julho
Subida de água no planeta. Vê aqui este projeto de sensibilização em Copenhaga
Estão a aparecer microplásticos em gelo na Antártida