Energia

Energia eólica offshore na Figueira da Foz poderá criar 7 mil empregos

8 mil milhões de investimento vão proporcionar a criação de um parque eólico offshore capaz de produzir 2 GW
Texto
Turbinas eólicas offshore (foto: CIP/DR)
Turbinas eólicas offshore (foto: CIP/DR)

O fundo de investimento dinamarquês Copenhagen Infrastructure Partners (CIP) pretende investir 8 mil milhões de euros num projeto de energia eólica no mar ao largo da Figueira da Foz.

O projeto Nortada, a cargo da Copenhagen Offshore Partners (COP) será o primeiro parque eólico offshore de grande escala em Portugal, terá capacidade de produção de 2 gigawatts (2 GW) e poderá criar entre 7 a 8 mil empregos indiretos durante a construção absorvendo cerca de 800 postos de trabalho diretos.

energia eólica - Away
Legenda

A Figueira da Foz é uma das cinco zonas identificadas para a implantação de capacidade eólica offshore no mar português, com uma área de instalação de parques eólicos, com 1.237 quilómetros quadrados (km2) e potencial para até quatro gigawatts de capacidade, seguida por Viana do Castelo (663 km2 e 2GW), Sines (499 km2 e 1,5GW) e Ericeira e Sintra/Cascais (300 km2 e 1GW).

A CIP tem um portfolio de 50 GW de produção de energia eólica offshore em todo o mundo, com 20 GW de produção em offshore flutuante.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Radares da PSP: vê onde vão estar na próxima semana de 22 a 28 de abril
Mundo vive branqueamento em massa de corais pela segunda vez em 10 anos
Vê como fica o preço dos combustíveis na próxima semana