Mobilidade

Mito ou verdade: não se deve juntar a chave do carro com outras chaves?

Há quem diga que não se deve juntar as chaves do automóvel com outras chaves no mesmo porta-chaves. Mas será que isto é realmente verdade? E, se sim, porquê?
Texto
Chave do automóvel (foto: Freepik)
Chave do automóvel (foto: Freepik)

Há quem diga que não se deve juntar as chaves do automóvel com outras chaves no mesmo porta-chaves. Mas será que isto é realmente verdade? E, se sim, porquê?

A dúvida é de um leitor do site The Family Handyman que questionou se é mito ou realidade a recomendação de manter as chaves do veículo separadas de outras. Jake McKenzie, um especialista em automóveis do Auto Accessories Garage, esclareceu que não se trata de um mito.

O que acontece, explicou o especialista, é que muitas chaves no mesmo porta-chaves podem danificar os componentes internos do cilindro de ignição que não tem capacidade de suportar muito peso. “Cada solavanco, curva e vibração irá desgastar lentamente os elementos internos sensíveis”, refere.

Esses desgastes podem resultar em problemas de partida intermitente ou até mesmo em questões mais graves relacionadas à segurança do veículo.

O especialista alerta que não será tanto o número de chaves o problema, mas sim o peso adicional na ignição.

Embora não haja um consenso claro sobre quantas chaves são excessivas, a maioria dos especialistas concorda que cinco ou seis chaves é o limite aceitável. Ainda assim, a opção mais segura é mesmo manter a chave do automóvel num porta-chaves diferente. Esta mudança pode parecer pequena, mas poderá evitar muitas dores de cabeça no futuro.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Estes iates de sonho a energia solar vão ser feitos com garrafas de plástico
Empresa portuguesa vai construir central de energia solar de 19 milhões de euros
5 formas de aproveitares as borras de café e dar-lhes uma nova vida