Atualidade

Exportações de componentes automóveis fabricados em Portugal estão em alta

Valor das exportações nos primeiros 11 meses de 2022 ultrapassam os mil milhões de euros. Espanha e Alemanha são os principais clientes
Texto
Exportações de Portugal (Foto: Paulo Duarte/ AP)
Exportações de Portugal (Foto: Paulo Duarte/ AP)

A exportações de componentes automóveis fabricados em Portugal estão a manter o ritmo de recuperação, tendo ultrapassado os mil milhões de euros no passado mês de novembro de 2022, uma subida de 13,3% face ao período homólogo do ano anterior.

Os dados agora divulgados pela AFIA - Associação de Fabricantes para a Indústria Automóvel confirmam um aumento das exportações pelo sétimo mês consecutivo e um incremento de 7% face ao período compreendido entre janeiro e novembro de 2021.

A nível de resultados acumulados, Espanha continua a ser o principal país cliente dos componentes fabricados em Portugal, com vendas de 2587 milhões de euros, seguido da Alemanha, com vendas de 2168 milhões de euros, e de França, com vendas no valor de 961 milhões de euros.

Exportações de componentes automóveis - AWAY
Exportações de componentes automóveis (Foto: Paulo Duarte/ AP)

O top cinco dos mercados recetores dos componentes produzidos no nosso país completa-se com os Estados Unidos e com o Reino Unido, por esta ordem. Os Estados Unidos foram o país no qual se verificou um maior crescimento (mais 24,8%), logo seguido da Alemanha (mais 19,5%). Já França e o Reino Unido registaram um ligeiro decréscimo, com menos 6,4% e menos 9,5%, respetivamente.

Apesar dos resultados positivos verificados no ano de 2022, a AFIA sublinha que as empresas suas associadas continuam a debater-se com os desafios colocados pela situação geopolítica, pelas ruturas nas cadeias de abastecimento; pela escassez de semicondutores e outros materiais e ainda pelo aumento dos custos das matérias-primas, energia e transporte.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Barco à vela produzido com algas e plástico reciclado inspira o futuro
Comer carne ou ser vegan? Qual a dieta com menos emissões de carbono?
Limitar o aquecimento global a 1,5ºC parece tarefa impossível diz novo estudo