Energia

Calor vai apertar em Itália. Governo desliga ar condicionado para poupar energia

Combate ao consumo de energia é uma forma de poder ficar menos dependente da Rússia
Palacio Quirinale (Foto: Matthew Green/Flickr)
Palacio Quirinale (Foto: Matthew Green/Flickr)

Os italianos vão ter que se preparar para um verão ainda mais quente do que o normal. O governo de Roma anunciou planos para desligar o ar condicionado dos edifícios públicos no próximo verão, para poupar energia.

De acordo com a Reuters, citando os planos de fontes oficiais, os sistemas de ar condicionado irão ser programados para não baixarem dos 25 a 27 graus centígrados em pleno verão. Ou seja, nos meses mais quentes do ano.

A iniciativa do Executivo de Mario Draghi tem como objetivo combater o consumo de eletricidade e inclui ainda uma extensão do plano para o inverno. Para a estação fria os equipamentos não poderão subir acima dos 19 a 21 graus centígrados.

Mario Draghi, Primeiro-Ministro de Itália (Foto: Gregorio Borgia/AP)

Ainda não existe indicação de em que data especifica estas medidas irão entrar em vigor, bem como qual a sua duração, isto porque o documento proposto pelo governo italiano ainda tem de ser aprovado no parlamento local.

A Itália recebe cerca de 40% do gás natural que importa da Rússia e está a procurar uma forma de diversificar os fornecedores energéticos ou poupar drasticamente o consumo. Se tiver menos necessidade de consumo é também uma forma de poder aplicar sanções à Rússia pela invasão à Ucrânia.

A Reuters indica que Itália poderá estar em conversações com a República do Congo e com Angola como parte do esforço de encontrar outros fornecedores.

Continuar a ler
Home
Novos radares em Lisboa dia 01 de junho. Sabe aqui onde estão
Cuidado com o calor. Vêm aí máximas de 35 graus!
Sabias que há cidades que podem contribuir para a tua saúde?