Energia

Recorde: renováveis abastecem 82% do consumo nos primeiros seis meses de 2024

Peso das renováveis no consumo de eletricidade semestral é o mais alto dos últimos 45 anos em Portugal
Texto
Energia solar (foto: Anders J./Unsplash)
Energia solar (foto: Anders J./Unsplash)

Portugal bateu mais um recorde no campo das energias limpas. Entre janeiro e junho de 2024, a produção de energia renovável abasteceu 82% do consumo elétrico, a contribuição semestral mais alta dos últimos 45 anos.

De acordo com dados partilhados pela REN - Redes Energéticas Nacionais, no primeiro semestre do ano, a energia hidroelétrica foi a responsável por 39% do consumo, sendo seguida pela energia eólica, com 28%. A energia solar teve uma contribuição mais pequena, de 9%, sendo seguida por 6%.

A restante percentagem de eletricidade foi garantida pela produção via gás natural (8%) e importação (10%).

Se olharmos apenas para o mês de junho, os números não são tão positivos. A produção renovável abasteceu apenas 57% do consumo, o valor mais baixo do ano, com a energia importada a ter o saldo mensal mais elevado de sempre – 39%.

Olhando apenas para o mercado de gás natural, em junho houve uma descida no consumo de 40% quando comparado ao período homólogo. Para o primeiro semestre, tratou-se do consumo de gás mais baixo desde 2003.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Radares da PSP: vê onde vão estar de 15 a 21 de julho
Cidades mais verdes e menos compactas têm taxa de mortalidade mais baixa
Vai nascer mais um troço de ciclovia em Lisboa