Mobilidade

Audi mostra urbansphere, última criação da trilogia de protótipos elétricos

Modelo preparado para condução autónoma de nível 4 oferece o maior espaço interior de qualquer Audi até à data

De dentro para fora. É desta forma que foi criado o terceiro concept car da série sphere da Audi, o urbansphere, o que significa que o ponto de partida e principal preocupação dos designers da marca foram os ocupantes e a experiência a bordo que lhes pode ser proporcionada.

Depois do roadster skysphere e da berlina grandsphere, apresentados no verão de 2021, a Audi revela agora a última criação desta trilogia de protótipos elétricos, idealizados para a condução autónoma de nível 4, na qual os veículos podem substituir a intervenção humana na maioria das situações. Tecnologia que a marca alemã pretende introduzir a partir de 2025.

O urbansphere é uma espécie de SUV, criado pelos designers e engenheiros da Audi (principalmente) para utilização no tráfego de megacidades chinesas, onde o espaço pessoal é particularmente escasso. Tendo isso em conta, o novo concept car oferece o maior espaço interior de qualquer Audi até à data.

Sem volante e sem pedais (podem ser escondidos durante a condução autónoma), o amplo habitáculo livre de obstáculos do urbansphere, oferece aos ocupantes uma multiplicidade de opções de utilização, nomeadamente comunicar, relaxar, trabalhar, ou apenas servir como um refúgio da agitação urbana.

O acesso ao interior, no qual se encontram quatro bancos individuais (os traseiros oferecem dimensões particularmente generosas e múltiplas opções de ajuste) é facilitado pela ausência do pilar central e pela abertura de portas em espelho.

Qualquer concept car está geralmente carregado de tecnologia e o urbansphere não é exceção. A oferta de infoentretenimento é ampla, com a integração de serviços de streaming de música e vídeo num generoso ecrã central transparente, sendo até possível fazer reservas para jantar ou compras online. O próprio automóvel pode, de forma autónoma, recolher os passageiros em casa e encarregar-se de encontrar um lugar de estacionamento e de carregar a bateria.

Ainda sobre o interior, destaque para a ampla utilização de materiais provenientes de fontes sustentáveis.

Uma última nota sobre a solução motriz escolhida para este Audi urbansphere, composta por dois motores elétricos com uma potência combinada de 295 kW (395 cv), o que lhe confere tração integral. A bateria de mais de 120 kWh pode ser carregada de 5 a 80 por cento em menos de 25 minutos. A autonomia anunciada é de 750 km.

Continuar a ler
Home
Descobre o que pensam os CEOs sobre a sustentabilidade nas empresas
Novos radares em Lisboa dia 01 de junho. Sabe aqui onde estão
Cuidado com o calor. Vêm aí máximas de 35 graus!