Energia

Descoberta forma de produzir hidrogénio verde que usa menos metal raro

Com esta nova técnica, é possível baixar a utilização do metal em 95% na produção de hidrogénio
Texto
Hidrogénio - ilustração (foto: Freepik)
Hidrogénio - ilustração (foto: Freepik)

O hidrogénio continua a ser apontado como um combustível essencial para a transição energética e tem-se procurado tornar a sua produção mais eficaz e menos poluente. Agora, investigadores no Japão encontraram uma nova técnica para se produzir o gás em grande escola usando menos irídio, um metal raro.

A produção de hidrogénio verde – feito a partir de energias renováveis – é considerado difícil por depender de irídio, um metal extremamente raro. Este novo método encontrado e divulgado num estudo consegue reduzir em até 95% a quantidade do metal necessária para a reação química sem que isso impacte a taxa de produção de hidrogénio.

Os investigadores conseguiram estabilizar a produção de hidrogénio verde a um nível relativamente elevado, utilizando uma forma de óxido de manganês como catalisador da reação química de eletrólise que extrai hidrogénio da água.

Apesar do avanço, reconhecem que serão necessários vários anos para se conseguir uma produção a nível industrial utilizando este método.

Para extrair hidrogénio da água é preciso um catalisador que provoca uma reação química. Os catalisadores mais eficientes são metais raros, sendo o irídio o mais eficiente, mas tão raro que usá-lo para que o hidrogénio alcance uma escala de produção de energia da ordem dos 'terawatts', tal como hoje é produzida a partir de combustíveis fósseis, serão precisos 40 anos, disse Shuang Kong, coautor da investigação.

Com o novo catalisador, a produção contínua de hidrogénio foi possível durante mais de 3000 horas (cerca de quatro meses) com uma eficiência de 82% sem degradação.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Estes iates de sonho a energia solar vão ser feitos com garrafas de plástico
Empresa portuguesa vai construir central de energia solar de 19 milhões de euros
5 formas de aproveitares as borras de café e dar-lhes uma nova vida