Energia

Combustíveis voltam a subir se petróleo avançar para 90 dólares

Cotação do Brent tem ganhos superiores a 9% em três meses e a procura parece estar a aumentar
Texto
Refinaria de petróleo Saudi Aramco (Foto: Aramco Media Press Center)
Refinaria de petróleo Saudi Aramco (Foto: Aramco Media Press Center)

Se precisas atestar o carro as más noticias não param de chegar. O preço dos combustíveis tem apresentado subidas constantes nos últimos dias e as perspetivas dos analistas para os próximos tempos não são as melhores.

Ontem, dia 7 de agosto, o preço da gasolina bateu o recorde de preço médio máximo anual chegando aos 1,823 euros/litro. O preço do gasóleo bateu também o recorde de preço médio anual alcançando 1,688 euros/litro.

O final do dia de ontem, e para quem foi espreitar a cotação do petróleo, até poderia prometer algum alívio futuro, mas diferentes analistas aconselham bastante prudência pois os aumentos podem continuar.

A cotação do barril de petróleo Brent para entrega em outubro, terminou ontem no mercado de futuros de Londres com uma quebra de 1,04% para os 85,34 dólares (dados Oil Price). Já o crude do Mar do Norte, de referência na Europa, concluiu a sessão no IMF (International Exchange Futures) a cotar 90 cêntimos abaixo dos 86,24 dólares em relação a sexta-feira, dia 4 de maio (data da previsão semanal AWAY).

Analistas da CMC Markets referem que os cortes que a Federação Russa está a fazer, a par de avanços na procura e prolongamento dos cortes de produção na Arábia Saudita impulsionaram os preços e podem voltar a subir aos máximos de abril, possivelmente superando a cotação de 90 dólares por barril.

Se nada se alterar, entretanto (e este é um mercado volátil e de alguma forma imprevisível) estes valores poderão atirar o preço dos combustíveis em Portugal novamente para valores a rondar os 2 euros/litro, dentro de algumas semanas.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Radares da PSP: vê onde vão estar na próxima semana de 22 a 28 de abril
Mundo vive branqueamento em massa de corais pela segunda vez em 10 anos
Vê como fica o preço dos combustíveis na próxima semana