Atualidade

Seca em Portugal aumentou em dezembro de 2023

38% do território nacional estava em seca meteorológica no final do ano passado
Texto
Europa em grande risco de escassez de água até 2050
Europa em grande risco de escassez de água até 2050

A situação de seca meteorológica aumentou em dezembro na região sul, destacando-se os distritos de Setúbal, Beja e Faro na classe de seca moderada, segundo o boletim climatológico do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Em 31 de dezembro, 38% do território estava em seca meteorológica, enquanto no final de novembro esse percentagem era de 19,4%.

Segundo o IPMA, verificou-se um aumento de área de Portugal continental em classe de seca fraca, de 19,4% em novembro para 21,4% em dezembro e também uma subida na classe de chuva fraca de 7,2% para 17,1%.

No fim do mês passado, 19,5% do território estava na classe chuva moderada, 16,8% normal, 16,2 em seca moderada e 9% em chuva severa.

O instituto classifica em nove classes o índice meteorológico de seca, que varia entre “chuva extrema” e “seca extrema”. De acordo com o IPMA, existem quatro tipos de seca: meteorológica, agrícola, hidrológica e socioeconómica.

No que diz respeito à percentagem de água no solo, o instituto precisa que houve um aumento nas regiões do norte e centro com valores superiores a 80%.

No Baixo Alentejo e Algarve, algumas regiões estavam com valores entre 20 e 40%.

Os dados do boletim indicam que o mês passado classificou-se como normal em relação à temperatura do ar e muito seco em relação à precipitação, tendo sido o 7.º dezembro mais seco desde 2000.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Dicas para enfrentar o frio sem gastar muito dinheiro
Um dos relógios mais sustentáveis é feito com materiais reciclados
E se pudesses comer a colher? Esta é em bolacha impressa em 3D