Energia

Produção elétrica de fonte nuclear na União Europeia recuou perto de 17% em 2022

21,8% do total de energia elétrica produzida no bloco
Texto
Central nuclear de Almaraz, Espanha (foto: Gustavo Valiente/SOPA Img LightRocket/GettyImages)
Central nuclear de Almaraz, Espanha (foto: Gustavo Valiente/SOPA Img LightRocket/GettyImages)

A produção de eletricidade a partir de energia nuclear teve, em 2022, um recuo homólogo de 16,7%, para um mínimo de 609.255 gigawatt/hora (GWh) nos 13 Estados-membros da União Europeia onde existe, divulgou o Eurostat.

O serviço estatístico da União Europeia (UE) salienta ainda que, apesar de a produção por fontes nucleares ter recuado para o valor mínimo desde 1990, quando se iniciaram os registos, representa 21,8% do total de energia elétrica produzida no bloco.

O recuo face a 2021, explica o Eurostat, deve-se principalmente a manutenções e reparações a reatores em França, que produziu menos 22% de energia com fonte nuclear.

Por outro lado, a Alemanha encerrou permanentemente três dos seus reatores em 31 de dezembro de 2021 e a Bélgica um em setembro de 2022.

A Finlândia, por seu lado, instalou mais um reator no seu território, resultando num total de 103 reatores operacionais na UE no final de 2022, menos três do que no ano anterior.

A França produziu, em 2022, quase metade (48%, 294.731 GWh)) de toda a eletricidade a partir da energia nuclear, seguida pela Espanha (9,6%, 58.590 GWh), Suécia (8,5%; 51.944 GWh) e Bélgica (7,2%; 43 879 GWh), sendo estes quatro Estados-membros responsáveis por quase três quartos (73,7%) do total.

A Alemanha, Bulgária, Eslováquia, Eslovénia, Finlândia, Hungria, Países Baixos, República Checa e Roménia são os restantes países da UE com centrais nucleares.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Dicas para enfrentar o frio sem gastar muito dinheiro
Um dos relógios mais sustentáveis é feito com materiais reciclados
E se pudesses comer a colher? Esta é em bolacha impressa em 3D