Energia

Repsol aumenta número de estações de serviço com combustíveis renováveis

Até final de 2024, a Península Ibérica deverá ter mais de 600 estações de serviço com combustíveis renováveis
Texto
Combustíveis 100% renováveis da Repsol (foto: divulgação)
Combustíveis 100% renováveis da Repsol (foto: divulgação)

Até ao final de 2024, a Repsol pretende ultrapassar as 600 estações de serviço com combustível 100% renovável, na Península Ibérica. Desta forma, a empresa trabalha no seu compromisso de acelerar a redução de emissões no transporte.

Uma das grandes vantagens dos combustíveis renováveis é que podem ser usados em todos os veículos sem a necessidade de modificações nos motores ou infraestruturas de distribuição já existente, explica a empresa. 

Neste momento, a Repsol já fornece combustível 100% renovável em mais de 60 estações de serviço nas principais cidades e corredores da Península Ibérica. Destes, 15 são em Portugal, estando nas estações de Alcochete, Antuã, Vila Nova de Gaia, Vila Nova da Rainha, Grândola A e B, 2.ª Circular Aeroporto N-S, 2.ª Circular Benfica Estádio, Canal Caveira, Coina, Ermesinde, São Jorge, na Batalha, Condeixa, Santa Iria da Azóia e Padrão Moreira.

O combustível 100% renovável da Repsol é fabricado a partir de resíduos provenientes de fontes que incluem biomassa, indústria agroalimentar e óleos alimentares usados.

A Repsol tem como objetivo ser uma empresa com zero emissões líquidas até 2050. Para tal, aposta num modelo energético que combina a eletrificação, os combustíveis renováveis e o hidrogénio.

Nas próximas semanas, a Repsol vai inaugurar em Cartagena, Espanha, a primeira fábrica na Península Ibérica dedicada à produção de biocombustíveis avançados a partir de resíduos. Esta terá capacidade de produzir 250 mil toneladas, evitando a emissão de 900 mil toneladas de CO2 por ano.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Dicas para enfrentar o frio sem gastar muito dinheiro
Um dos relógios mais sustentáveis é feito com materiais reciclados
E se pudesses comer a colher? Esta é em bolacha impressa em 3D