Mobilidade

Novo Range Rover pode ser híbrido ou mesmo totalmente elétrico

A quinta geração do Range Rover passa a incluir versões híbridas plug-in e sistemas mild-hybrid, mas também outras surpresas
PUB

A chegada de uma nova geração do Range Rover é um marco importante para a marca britânica, até porque este modelo já completou os seus primeiros 50 anos e chega agora à sua quinta geração. Do modelo inicial capaz de atravessar uma selva até à mais recente opção que nos consegue transportar até a uma noite de ópera, a evolução do Range Rover tem sido incrível, ainda que a imagem mais sofisticada o tenha colocado num patamar muito mais luxuoso.

A grande novidade desta quinta geração, no entanto, está na presença de novas versões híbridas plug-in capazes de percorrer cerca de 100 quilómetros em modo puramente elétrico. O armazenamento de energia é feito numa bateria de lítio com uma capacidade de 38,2 kWh e está destinada a alimentar uma motorização elétrica com uma potência de 105 kW, que está instalada diretamente na transmissão.

PUB

Em conjunto com as motorizações a gasolina com três litros de capacidade e seis cilindros, é possível alcançar uma potência combinada do sistema entre os 440 e 510 cavalos, consoante a versão, sendo que a mais potente consegue acelerar dos 0 aos 100 km/h em apenas 5,3 segundos. Com o modo puramente elétrico ativo, o Range Rover híbrido plug-in consegue alcançar os 140 km/h de velocidade máxima, o que, em conjunto com os 100 quilómetros de autonomia, consegue garantir a grande maioria das deslocações diárias de muitos condutores.

PUB
PUB

Além dos sistemas híbridos plug-in, que incluem uma motorização a gasolina, a nova geração do Range Rover continua a disponibilizar motores diesel na sua gama, com potências que podem alcançar os 350 cavalos. Mas estes incluem um sistema mild-hybrid de 48V, capaz de otimizar o seu funcionamento e controlar da melhor forma as emissões poluentes, graças a um menor esforço do motor de combustão.

No topo da sua gama, o Range Rover continua a oferecer um motor V8 twin turbo a gasolina, com 530 cavalos de potência. Não inclui nenhum sistema eletrificado para melhorar o seu desempenho energético, mas deve ser o que melhor nos soa aos ouvidos. Em sua defesa, a Land Rover afirma que este bloco V8 é cerca de 17 por cento mais eficiente que o seu antecessor.

A maior das surpresas desta quinta geração do Range Rover, no entanto, só chegará ao mercado em 2024. Será o primeiro de todos os Range Rover a incluir uma motorização totalmente elétrica, que nos deixa com uma imensa curiosidade de saber mais informações sobre ela. Mas o facto de ainda estar a alguns anos de distância faz com que o único dado divulgado seja mesmo o ano 2024, no qual está previsto o início da sua comercialização.

PUB

Para já, o site da marca já conta com a presença deste novo modelo e com um configurador onde poderá descobrir qual a versão que mais gosta. O preço base indicado fica acima dos 165 mil euros e as encomendas abrem no início do próximo ano.

Continuar a ler
Home
Fantástico
Vídeo: O Renault 4L do futuro é elétrico e voa!
Away
Biocombustíveis: depois do milho e girassol, agora os insetos
Energia
Gasolina desce e gasóleo sobe, na próxima semana