Mobilidade

Veículos elétricos já representam 10% das vendas em Portugal, em 2022

Dados da ACAP mostram contínua queda no número de veículos matriculados comparando com 2021 e 2019
Vendas de automóveis em Portugal em maio (Foto: E. Hoshiko/AP)
Vendas de automóveis em Portugal em maio (Foto: E. Hoshiko/AP)

Se no início do ano havia esperança de que 2022 traria de volta o crescimento da indústria automóvel, cinco meses passados e já se percebe que a tendência de queda se mantém. De acordo com a Associação Automóvel de Portugal (ACAP), em maio de 2022, foram matriculados 14.903 veículos automóveis em Portugal, menos 24,2% do que no mesmo período de 2021 e menos 44,1% do que em maio de 2019.

Esta tendência negativa também se confirma se analisarmos as vendas de janeiro a maio de 2022 e as compararmos com igual período de 2021 e de 2019. Nos cinco primeiros meses deste ano, entraram em circulação 71.895 novos veículos, menos 40,6% do que em 2019 e menos 6,7% do que em 2021.

O único segmento que registou um aumento foi o de veículos pesados. Em maio de 2022, foram matriculados 532, mais 23,1% do que em igual período de 2021. Em abril, já se tinha registado uma ligeira subida neste segmento.

Veículos ligeiros e motorização elétrica

Analisando os cinco primeiros meses do ano, voltou a registar-se uma descida no número de veículos ligeiros de passageiros. Com 59.939 novos veículos ligeiros de passageiros nas estradas, houve um decréscimo de 4,1% comparativamente a janeiro a maio de 2021 e de menos 42% no período homólogo de 2019.

Destes, 39,2% eram movidos a energias alternativas, na sua grande maioria com motorização elétrica e híbrida.

A motorização híbrida continua a ter uma boa procura, sendo que 16,1% dos automóveis de passageiros vendidos nos cinco primeiros meses de 2022 eram híbridos e 10,6% eram híbridos plug-in.

A ACAP conclui ainda que, entre janeiro e maio de 2022, 10% dos veículos ligeiros de passageiros vendidos em Portugal eram 100% elétricos.

Veículos ligeiros de passageiros a gasolina continuam a predominar nas vendas, sendo nos primeiros cinco meses de 2022, 42,3% dos veículos matriculados eram com este tipo de motorização. Os veículos Diesel continuam a perder terreno, sendo que apenas 18,5% dos vendidos neste período tinham esta motorização.

(Foto: A. Skywalker/Unsplash)

Continuar a ler
Home
Combustíveis: gasóleo vai finalmente descer na próxima segunda-feira
Supervan desportiva de entregas rápidas com 1.470 kW
Carros elétricos usados. Uma boa opção? O que ter em conta?