Sustentabilidade

Ringana aposta em cosmética vegana e 100% livre de microplásticos

As novas medidas da Comissão Europeia proíbem microplásticos na cosmética e as marcas vão ter de se adaptar
Texto
Produtos de cosmética vegana Ringana (foto: distribuição)
Produtos de cosmética vegana Ringana (foto: distribuição)

A Comissão Europeia aprovou um regulamento que restringe a utilização de microplásticos adicionados nos produtos cosméticos (ver aqui). Antecipando-se a essas medidas a Ringana aposta em produtos veganos e mais sustentáveis.

A Ringana é uma marca austríaca de beleza e cosmética vegana que acredita que os microplásticos adicionados podem facilmente ser substituídos nos cosméticos por matérias-primas naturais de origem vegetal, que não contenham quaisquer aditivos químicos ou conservantes sintéticos.

Os microplásticos que a indústria da cosmética utiliza são altamente poluentes e não são biodegradáveis, sendo considerados "produtos eternos” já que não podem ser removidos do ambiente.

A marca austríaca, fundada em 1996, afirma que os seus produtos se diferenciam pela ausência destes elementos e pela aposta em produtos naturais frescos e veganos com utilização de ingredientes naturais, produzidos de forma sustentável, por isso têm uma data de validade que atesta que são de origem natural.

vegano - away
Esfoliante Fresh scrub face & body da Ringana (foto: divulgação)

Novo esfoliante Ringana Fresh Scrub face & body

O novo esfoliante Fresh scrub face & body da Ringana é um exemplo desta prática sustentável, sendo constituído unicamente por partículas esfoliantes naturais à base de framboesas, mirtilos, alperces e romã.

De acordo com a informação de imprensa, este esfoliante ajuda a limpar a pele em profundidade graças às partículas esfoliantes revalorizadas de bagas e frutos, tornando-o ideal para a esfoliação do rosto e do corpo. O esfoliante Fresh liberta a pele das células mortas e acelera a renovação cutânea.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Radares da PSP: vê onde vão estar de 15 a 21 de julho
Cidades mais verdes e menos compactas têm taxa de mortalidade mais baixa
Vai nascer mais um troço de ciclovia em Lisboa