Mobilidade

Greves na Soflusa e CP complicam viagens nas festas dos Santos Populares

A véspera de São João será especialmente complicada com uma greve de 24 horas programada.
Texto
Transtejo/Soflusa - CP
Transtejo/Soflusa - CP

A greve na Soflusa, que se mantêm pelo dia de hoje. e ontem decorreu em simultâneo com a greve na Transtejo, provocou na véspera de Santo António, a total interrupção de ligações entre as duas margens do rio Tejo. Na zona norte os foliões do São João que se preparem porque dia 23 de junho há greve geral na CP - Comboios de Portugal.

A greve na Transtejo decorreu sexta e sábado (com barcos parados no Montijo, Barreiro, Seixal, Cacilhas e Trafaria) e a greve da Soflusa (ligação entre o Barreiro e o Cais do Sodré -Lisboa) iniciou-se ontem às 15 horas e irá prolongar-se para o dia de hoje.

Os constrangimentos para atravessar o rio vão continuar toda a semana com os sindicatos a alertarem que haverá três noites em que apenas irá circular um navio devido à falta de maquinistas (uma das reivindicações é justamente a contratação de pessoal).

Greve na CP dura todo o mês de junho

Já na CP – Comboios de Portugal a greve ao trabalho extraordinário e dias feriados irá manter-se todo o mês de junho. Ontem, domingo dia 12 de junho, a greve nos comboios determinou a supressão de 277 viagens, praticamente metade das previstos até às 18h00.

De acordo com fonte da empresa à agência Lusa, a greve está a afetar sobretudo os comboios urbanos em Lisboa, não existindo perturbações nos urbanos no norte do país.

Os sindicatos que apelam ao descongelamento de salários e desbloqueio de negociações, alertam que hoje dia 13, dia 16 e dia 23 de junho, estão previstas perturbações significativas nos comboios.

A véspera de São João será especialmente complicada com uma greve de 24 horas programada.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Cortiça portuguesa no interior dos elétricos Mobilize
Autocarro português a hidrogénio está a chegar à Europa
Maior central híbrida solar e hidroelétrica de África está a nascer no Gana