Evasão

Atravessar a Islândia de Bentley e apenas com energias renováveis

A Bentley acaba de colocar o seu Flying Spur Hybrid num teste que incluiu atravessar a Islândia usando biocombustível e eletricidade
PUB

A Bentley acaba de divulgar os resultados de um teste muito interessante realizado na Islândia com o seu novo Flying Spur Hybrid, usando apenas energias renováveis, ou seja, biocombustível para alimentar o motor de combustão e eletricidade de origem geotérmica para carregar as baterias destinadas a alimentar o motor elétrico.

A nova versão híbrida do Flying Spur recebeu a missão de atravessar a Islândia de uma ponta à outra sem qualquer tipo de reabastecimento, num trajeto com cerca de 733 quilómetros, ou 455 milhas e que, podemos desde já adiantar, foi concluído sem falhas.

PUB

O tom de carroçaria Azure Purple do híbrido da Bentley encaixou na perfeição com os cenários incríveis que apenas conseguimos encontrar na Islândia, com a vantagem de se tratar de um país que é totalmente alimentado por energias renováveis e é líder mundial na produção deste tipo de energia. Cerca de 75% da eletricidade da Islândia é produzida através de energia hidroelétrica e os 25% restantes a partir de energia geotérmica. Esta última, é captada na central geotérmica de Svartsengi, o local onde o sistema elétrico do Flying Spur foi carregado enquanto esteve de visita à Islândia.

PUB
PUB

Nas palavras de Þórdís Kolbrún Reykfjörð Gylfadóttir, o Ministro do Turismo, Indústria e Inovação da Islândia, "foi excelente ver o carro fazer a viagem de 733 km através do país usando apenas energias renováveis. Conduzindo pelo campo com quedas de água do lado esquerdo e vulcões do lado direito, podemos assistir ao vivo como a energia é gerada diretamente a partir da natureza. Penso que esta é a melhor definição de energia sustentável. A Islândia quer fazer parte da solução ambiental e ajudar outros a utilizar o conhecimento e as fontes renováveis que temos aqui".

No que diz respeito ao biocombustível usado neste teste, é uma solução de segunda geração da autoria da empresa britânica Coryton, que tem estado em parceria com a Bentley no desenvolvimento e investigação de combustíveis renováveis. É produzido com base em biomassa residual, como palha, por exemplo, transformada posteriormente em etanol e que, depois de desidratado, se converte em etileno. E finalmente, através de um processo de oligomerização, o etileno é transformado em gasolina e passa a poder ser usado em modelos como o Flying Spur.

PUB

A estratégia Beyond 100 da Bentley tem a missão de a transformar na marca de mobilidade de luxo mais sustentável do mundo e isso traduz-se numa mutação da sua gama que já começou com a versão híbrida do Bentayga e que é continuada com a introdução desta mesma versão no Flying Spur. Os passos seguintes incluem uma versão híbrida em todos os modelos da gama até ao ano 2024 e um novo modelo totalmente elétrico que será lançado em 2025.

Continuar a ler
Home
Cidades
Novas cidades no mundo fazem disparar investimentos
Mobilidade
Veículo elétrico: Stress ou anti-stress?
Evasão
Sugestão de viagem: os 10 castelos mais visitados