Sustentabilidade

Carbono neutro: Audi com projeto de reutilização de resíduos

Fábrica da Audi, em Gyor na Hungria está apostada em projeto que visa a neutralidade carbónica com a reciclagem de resíduos gerados na produção
PUB

A Audi deu a conhecer algumas das medidas implementadas na sua fábrica localizada em Gyor na Hungria e confirma que o tema da sustentabilidade nunca esteve tanto na ordem do dia, particularmente na indústria automóvel, quando é objetivo de vários construtores atingirem a neutralidade carbónica até 2030.

Com efeito, a unidade de produção localizada em Gyor, principal fornecedora de motores para a Audi e todo o grupo Volkswagen (cerca de dois milhões de unidades produzidas por ano) e onde são fabricados os modelos Audi TT Coupé e Roadster, Q3 e Q3 Sportback, está empenhada em manter o impacto ambiental tão baixo quanto possível e em conservar os recursos naturais, de acordo com os princípios do Programa Ambiental da Audi denominado "Missão:Zero".

PUB

Os responsáveis da fábrica húngara atestam que a mesma já é neutra em carbono desde 2020, mas pretendem ir mais longe na defesa do meio ambiente. Como tal, têm concentrado os seus esforços em três áreas principais.

PUB

Desde logo a mudança para energia verde, conseguida através de um sistema de painéis solares de 160.000 metros quadrados montados no telhado. O segundo pilar foi a utilização de energia geotérmica renovável que atualmente representa mais de 70% da utilização de energia térmica da empresa. O terceiro foco prende-se com a compensação das emissões de CO2 que não podem ser evitadas, como no caso das bancadas de testes de motores, através de certificados internacionalmente reconhecidos e validados, os chamados créditos de carbono.

PUB

Como próximo passo, a Audi Hungria inicia agora o projeto “Aluminium Closed Loop”, através do qual os resíduos de alumínio gerados durante a produção são remetidos para o fornecedor, que os utiliza para produzir bobinas de alumínio de qualidade idêntica, que são depois enviadas de volta para a fábrica. A produção de alumínio como matéria-prima secundária reduz o consumo de energia em 95%, quando comparada com a sua produção como matéria-prima primária.

Incluídos no programa ambiental "Missão:Zero" estão ainda uma série de projetos de apoio à biodiversidade, com o objetivo de aproximar ainda mais a fábrica de Gyor da natureza. Nomeadamente a instalação de uma colmeia inteligente, equipada com sensores de alta tecnologia, que assim se junta ao colmeal já existente nas instalações da fábrica.

Continuar a ler
Home
Cidades
Novas cidades no mundo fazem disparar investimentos
Mobilidade
Veículo elétrico: Stress ou anti-stress?
Evasão
Sugestão de viagem: os 10 castelos mais visitados