Sustentabilidade

Emissões dos 10 maiores poluentes em Portugal descem 14% em 2021

Entre 2020 e 2021, as emissões de CO2 reduziram 14%, de 12,1 para 10,4 milhões de toneladas
Refinaria de Sines
Refinaria de Sines

As emissões de dióxido de carbono dos dez maiores poluentes em Portugal desceram de 12,1 milhões de toneladas em 2020 para 10,4 milhões em 2021. A informação foi avançada pela associação ambientalista Zero que concluiu que houve uma redução de 14% de CO2 libertado para atmosfera entre os dois anos.

Das dez instalações nacionais identificadas, a refinaria de Sines, da Petrogal, foi considerada mais poluente pelo segundo ano consecutivo, tendo, inclusivamente, aumentado em 2,4% as emissões de 2020 para 2021.

Central do Pego

A Central de Ciclo Combinado da Tapada do Outeiro, da Turbogás, e a do Pego, da Tejo Energia, ocupam o segundo e terceiro lugar, respetivamente.

Na sua grande maioria, os dez maiores poluentes nacionais fazem parte do setor da refinação, produção eletricidade a partir da queima de gás natural e carvão, setor cimenteiro e produção de olefinas.

Esta análise por parte da Zero enquadra-se no trabalho do projeto LIFE Emissions Trading Extra (ETX), financiado pela Comissão Europeia. O objetivo é promover uma participação mais abrangente da sociedade civil para garantir que o Comércio Europeu de Licenças de Emissão favorece o clima e as pessoas.

A Zero ressalvou ainda que, em 2021, verificou-se uma redução da atividade económica de algumas empresas, associada aos efeitos da pandemia, que teve reflexo nas emissões poluentes.

Em fevereiro deste ano, o custo da tonelada de dióxido de carbono atingiu um recente máximo absoluto de 97 euros, estando atualmente nos 83 euros.

(Fotos: Unsplash)

Continuar a ler
Home
Novos radares em Lisboa dia 01 de junho. Sabe aqui onde estão
Cuidado com o calor. Vêm aí máximas de 35 graus!
Sabias que há cidades que podem contribuir para a tua saúde?