Sustentabilidade

Captura-se 2 mil milhões de ton. de CO2 por ano mas é preciso muito mais

Estudo alerta que é essencial aumentar substancialmente a quantidade de mecanismos de captura de CO2 para limitar temperaturas
Texto
Captura de CO2 (foto: Michael Probst/AP)
Captura de CO2 (foto: Michael Probst/AP)

Todos os anos, são retirados da atmosfera cerca de dois mil milhões de toneladas de dióxido de carbono. Este é o resultado do primeiro estudo que calcula a captura deste gás em parte responsável pelo aquecimento global e que refere que são as florestas que capturam 99,9% do CO2.

O relatório apresentado pela Universidade de Oxford analisou a quantidade de carbono que o planeta tem atualmente capacidade de sequestrar, ou seja retirar da atmosfera por longos períodos de tempo, e quanto mais vai ser necessário capturar para se conseguir controlar as alterações climáticas.

Árvores - AWAY
Árvores e solo capturam grandes quantidades de CO2 (foto: Evan Wise/Unsplash)

Num artigo escrito para o CarbonBrief na sequência do estudo, os autores salientam que apesar de os dois mil milhões de toneladas de CO2 serem um número relativamente grande, fazem pouca mossa nos 36,6 mil milhões de toneladas emitidos pelos combustíveis fósseis e cimentos em 2022.

Desta forma, para se conseguir até 2050 limitar a subida da temperatura a menos de 2ºC como previsto no Acordo de Paris, será necessário aumentar em 1300 vezes o número de novas tecnologias de captação de dióxido de carbono e duplicar o solo e as árvores.

Dióxido de carbono - AWAY
Emissões de CO2 ainda são demasiado elevadas (foto: Marcin Jozwiak/Unsplash)

No estudo fica o aviso de que, até à data, quase toda a captura de CO2 feita com sucesso foi através de medidas que incluíam plantar árvores e fazer uma melhor gestão dos solos.

Apesar de haver cada vez mais investimento em tecnologias de captura de dióxido de carbono, como a unidade especial na Islândia, estas novas tecnologias ainda não têm capacidade de absorver grandes quantidades de hidrogénio.

Ainda assim, os cientistas acreditam que estes novos métodos de sequestrar carbono possam ter uma capacidade de armazenamento mais durável do que os meios naturais, refere a Euronews.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Barco à vela produzido com algas e plástico reciclado inspira o futuro
Comer carne ou ser vegan? Qual a dieta com menos emissões de carbono?
Limitar o aquecimento global a 1,5ºC parece tarefa impossível diz novo estudo