Sustentabilidade

Lisboa vai receber 2ª Conferência dos Oceanos das Nações Unidas em junho

De 27 de junho a 01 de julho vai discutir-se o futuro dos oceanos na capital portuguesa
Texto
Oceanos (Foto: Marek Okon/Unsplash)
Oceanos (Foto: Marek Okon/Unsplash)

Poluição marinha, conservação de ecossistemas ou pesca sustentável serão alguns dos temas a abordar na Conferência dos Oceanos 2022 da ONU, com organização conjunta de Portugal e Quénia, a realizar em Lisboa entre 27 de junho a 01 de julho.

A segunda edição desta importante iniciativa ocorre cinco anos após a primeira, realizada nos Estados Unidos em 2017, devido às limitações impostas pela pandemia da Covid-19 nos últimos dois anos.

Esta conferência mundial pretende dar um forte impulso à adoção de “soluções inovadoras baseadas na ciência” para a gestão sustentável dos oceanos, incluindo o combate à acidificação da água, poluição marinha, pesca ilegal, perda de habitats e biodiversidade.

As Nações Unidas recordam que os oceanos cobrem 70% da superfície total Terra e albergam até 80% de toda a vida do mundo. São estes mesmos oceanos que estão a sofrer “ameaças sem precedentes” em consequência da ação humana.

Para a conferência de Lisboa, presidida pelo Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa e com presença assegurada na sessão inaugural do Primeiro Ministro António Guterres, estão já confirmados, para além do secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, 21 chefes de Estado e Governo, estando ainda em processo de confirmação cerca de 25 outros países.

Até ao momento mais de 8.800 entidades já estão acreditadas para participar no evento.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Cortiça portuguesa no interior dos elétricos Mobilize
Autocarro português a hidrogénio está a chegar à Europa
Maior central híbrida solar e hidroelétrica de África está a nascer no Gana