Sustentabilidade

Ténis da Adidas com sola impressa em 3D tornam corrida mais sustentável

Novo composto substitui a espuma das sapatilhas e é produzido com 40% de material biológico
Texto

A tecnologia de impressão 3D tem ganhado força e está a ser usada para tornar a produção de certos produtos mais sustentável. É o que tem acontecido no caso da Adidas que tem incorporado uma sola impressa em 3D, mais amiga do ambiente, nas suas sapatilhas de corrida.

O material usado chama-se EPU 44 e é já uma evolução de um primeiro material, o EPU 41, que pode ser usado tanto para calçado como para outro sem número de coisas. Foi criado pela Carbon, uma empresa que desenvolve tecnologia de impressão 3D que possa ser usada em grande escala.

A Adidas e a Carbon têm trabalhado juntas nos últimos sete anos para desenvolver a sola impressa. Apesar de um sucesso, o EPU 41, que foi utilizado no modelo de corrida 4DFWD da marca desportiva, ainda apresentava alguns problemas em relação ao peso e à performance.

Agora, o novo EPU 44 melhora esta questão, uma vez que é mais firme, mais leve e garante o suporte essencial para corridas.

Além disso, a grande vantagem da nova geração do produto da Carbon é que é mais sustentável, tendo uma pegada ambiental 50% mais pequena do que a de um sapato convencional.

Isto acontece, em primeiro lugar, porque o EPU 44 utiliza menos material na sua produção. Além disso, 40% do conteúdo no composto das solas é biológico.

Este produto substitui a espuma mais comum das solas, mas não é essa a única utilização que pode ter. Apesar de neste momento apenas ser usada pela Adidas, de acordo com a Carbon, o EPU 44 poderá ter o seu espaço noutros produtos além de ténis.

(Fotos: Carbon e Adidas)

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Novo elétrico Citroën ë-C4 X chega a Portugal e já há preços
Maior central híbrida solar e hidroelétrica de África está a nascer no Gana
Vê como um frango pode alimentar milhares de pessoas