Sustentabilidade

Cientistas em Coimbra anunciam novas técnicas para eliminar lixo eletrónico

Com cada ser humano a produzir 7 kg de lixo eletrónico por ano, investigadores concentram-se na aplicação dos 3R’s
Texto
Investigadores pretendem combater lixo eletrónico
Investigadores pretendem combater lixo eletrónico

Combater a escalada de lixo eletrónico e a sua proliferação pelo meio ambiente é o objetivo de uma nova investigação, que está a ser levada a cabo por um grupo de cientistas da Universidade de Coimbra (UC) e que permite aplicar a política dos 3R’s (reduzir, reutilizar e reciclar).

Publicados na revista Advanced Materials, os resultados dos investigadores da UC representam um novo passo no combate à poluição tecnológica, cujos níveis anuais são preocupantes. De acordo com a instituição de ensino, são produzidos anualmente 7 kg de lixo eletrónico por pessoa, sendo que apenas 20% é encaminhado para reciclagem.

A inovação trazida pelos cientistas do Instituto de Sistemas e Robótica (ISR) do Departamento de Engenharia Eletrotécnica e de Computadores (DEEC) é, em concreto, a introdução de uma nova arquitetura para materiais macios, como compósitos condutores e substratos que satisfazem os objetivos 3R.

Liderados por Mahmoud Tavakoli, os investigadores desenvolveram técnicas de fabricação autónomas, incluindo padrões digitais de alta resolução e soldagem de microchips numa única etapa, assim como tecnologias de suporte para a reciclagem de materiais e componentes.

Em comunicado, a UC destaca que, apesar das técnicas produzidas pelos investigadores requerem ainda maior desenvolvimento tecnológico, esta investigação fornece as bases para a próxima geração de dispositivos eletrónicos recicláveis.

(Fotos: UC e T. Fisk/ Pexels)

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Tecnologia Nissan e-Power nos novos Qashqai e X-Trail
Vê onde vão estar os radares da PSP em dezembro
Portugal poderá vir a ter produção de hidrogénio verde em Gondomar