Sustentabilidade

Venda de veículos com emissões zero duplicou em dois anos

Consultora Jato Dynamics revela que os veículos elétricos e a células de combustível representam hoje 4,95% do mercado global e deixa alertas para os fabricantes
Emissões zero
Emissões zero
PUB

A transição para as energias verdes, a par do objetivo de atingir a neutralidade carbónica na próxima década, tem-se revelado um desafio para construtores de automóveis e fornecedores de equipamento original, os OEM (sigla em inglês para “Original Equipment Manufacturer”). Uma mudança que teve início não apenas agora, quando mais se discutem fontes de energia alternativas aos combustíveis fósseis, mas que já está a ser operada há mais de 10 anos.

Um dos principais desafios que esta transformação coloca à indústria automóvel, prende-se com a necessidade de realizar avultados investimentos, por forma a preparar as linhas de produção para a crescente popularidade dos veículos elétricos.

PUB

Com governos em todo o mundo a implementar incentivos e políticas que favorecem veículos com menores emissões, vimos os OEM investirem fortemente na sua oferta de veículos elétricos e os efeitos disso são claros, com os registos destes mais do que a duplicar durante a primeira metade deste ano”, explica David Krajicek, CEO da Jato Dynamics, empresa especializada em soluções de informação para o setor automóvel.

PUB
PUB

“A revolução dos veículos elétricos está bem encaminhada e os OEM que avançaram cedo para abraçar a mudança começam a colher os benefícios das suas estratégias de eletrificação”.

Embora alguns fabricantes ainda estejam a tentar encontrar a melhor forma de obter o retorno dos seus investimentos, quando não é ainda possível conseguir economias de escala e compensar os custos de produção, os números relativos às vendas de veículos elétricos são promissores. De acordo com dados fornecidos pela Jato Dynamics, até ao passado mês de junho foram comercializadas 1,71 milhões de unidades de veículos de passageiros elétricos e de células de combustível, o que representa 4,95% do mercado total. No primeiro semestre de 2019, antes da pandemia atingir os mercados, estes automóveis representavam apenas 2,09% das vendas globais.

Perante este cenário, David Krajicek está convencido de que “os veículos elétricos irão, sem dúvida, desempenhar um papel crucial na evolução para o objetivo de emissões zero a nível mundial”. Contudo, o executivo que desde abril de 2020 comanda os destinos da Jato Dynamics, deixa o alerta: “como vimos até à data, o sucesso não está garantido. Os fabricantes devem continuar a inovar e a procurar novas infraestruturas, novas tecnologias e novas estratégias de vendas".

PUB
Continuar a ler
Home
Fantástico
Vídeo: Back to the future com Porsche Taycan e DeLorean
Mobilidade
Vídeo: Famel regressa com mota elétrica
Sustentabilidade
Google Maps irá indicar rotas amigas do ambiente para evitar emissões de CO2