Sustentabilidade

Jaguar Land Rover vai reduzir emissões de gases poluentes em 46% até 2030

Construtor reviu os seus objetivos de sustentabilidade para a atual e próxima década. Até 2039 pretende ser neutro em carbono
Texto
Jaguar Land Rover apresenta objetivos de sustentabilidade
Jaguar Land Rover apresenta objetivos de sustentabilidade

O ano de 2030 é o alvo estabelecido pela Jaguar Land Rover para a redução de 46% nas emissões de gases com efeito de estufa em todas as suas operações.

Dos objetivos de sustentabilidade até ao final da presente década anunciados pelo grupo automóvel, consta também a diminuição média de 54% das emissões dos seus veículos, considerando toda a cadeia de valor, o que engloba uma redução de 60% durante a fase de utilização.

A iniciativa Science Based Targets (SBTi), da qual o grupo Jaguar Land Rover é parceiro, já deu a sua aprovação aos valores anunciados, o que permitirá ao construtor prosseguir a sua meta de redução de 1,5 graus centígrados nas emissões, alinhado com os objetivos estabelecidos no Acordo de Paris.

Para além de, até 2030, pretender reduzir em 46% as emissões diretas de gases nocivos nas suas operações e produção de veículos, face aos valores registados em 2019, a filial britânica da Tata Motors tem intenção de atingir a neutralidade em emissões de carbono antes de 2039. Tal aplica-se a toda a sua cadeia de fornecedores, bem como aos produtos e às operações a nível global.

A Jaguar Land Rover fez saber que a neutralidade carbónica será conseguida através da descarbonização no design e materiais, operações de produção, cadeia de fornecedores, eletrificação, estratégia para baterias, processos de economia circular e tratamento no final da vida útil.

O compromisso do construtor para com os objetivos de índole ambiental por si criados criou a necessidade de uma nova função no grupo, exclusivamente focada em impulsionar a transformação rumo à descarbonização da atividade.

Já em funções, Rossella Cardone, a nova Diretora de Sustentabilidade da Jaguar Land Rover, salientou que “os objetivos científicos permitem-nos determinar a quantidade e a velocidade necessárias para reduzir as nossas emissões de gases de efeito de estufa enquanto mantemos todas as partes interessadas informadas do progresso”.

(Fotos: Jaguar Land Rover)

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Plano da União Europeia vai ajudar a salvar as abelhas
Base logística do Intermarché já tem painéis solares fotovoltaicos
Antártida tem um novo iceberg 15 vezes maior do que Lisboa