Sustentabilidade

Audi usa comboio elétrico para transportar módulos de baterias até Bruxelas

Módulos e células chegam a Bruxelas por via ferroviária, o que evita a emissão anual de 2600 toneladas de CO2
Audi transporta baterias por comboios elétricos
Audi transporta baterias por comboios elétricos

A Audi vai passar a utilizar o comboio como meio de transporte para deslocar os módulos de bateria e células entre a Hungria e a sua fábrica de Bruxelas, em detrimento do camião como tem acontecido até aqui. Com esta medida, o construtor automóvel conta evitar a emissão de cerca de 2600 toneladas de CO2 por ano.

Integrada no programa ambiental Mission:Zero, através do qual a Audi procura atingir a neutralidade de carbono em todas as suas instalações até 2025, a mudança para a ferrovia, como forma de transportar os componentes para a produção de baterias na fábrica da marca em Bruxelas, teve início em maio último e está prevista ser concluída no início de 2023.

Até aqui, os módulos e células de bateria necessários na capital da Bélgica para o fabrico dos modelos e-tron e e-tron Sportback eram transportados diariamente por 12 a 15 camiões totalmente carregados, ao longo de uma rota de aproximadamente 1300 quilómetros, a partir do fornecedor na Hungria.

No transporte dos componentes por comboio dentro da Áustria e da Alemanha, a Audi está atualmente a utilizar o serviço DBeco plus, da DB Cargo, o qual é alimentado por energia obtida exclusivamente a partir de fontes renováveis, tais como o vento, a água ou energia solar, tornando-o, assim, livre de carbono.

Nos percursos efetuados na Hungria e na Bélgica, o construtor alemão utiliza o serviço DBeco neutral. Com este, a energia utilizada no transporte é compensada por meio de certificados climáticos, reduzindo as emissões de carbono noutros locais.

Uma vez que o fornecedor dos módulos de bateria na Hungria não tem o seu próprio ramal ferroviário, estes são transportados por camião até um centro logístico que a DB Cargo colocou recentemente em funcionamento nas instalações da Audi em Győr. Aí são descarregados e colocados em vagões ferroviários para então percorrem o trajeto de mais de mil quilómetros até Bruxelas.

A Audi anunciou que vai intensificar o uso do comboio como meio de transporte na sua rede de fábricas, quer para o abastecimento de componentes, quer para a expedição dos produtos acabados, ou seja, os seus automóveis.

(Fotos: Audi)

Continuar a ler
Home
Combustíveis: gasóleo vai finalmente descer na próxima segunda-feira
Supervan desportiva de entregas rápidas com 1.470 kW
Carros elétricos usados. Uma boa opção? O que ter em conta?