Sustentabilidade

Alterações climáticas vão agravar crises humanitárias em 2023

Estudo de organização não governamental antecipa problemas que o mundo enfrentará no próximo ano, como as crises humanitárias e económicas
Texto
Alterações climáticas provocam crises humanitárias
Alterações climáticas provocam crises humanitárias

As alterações climáticas são um fenómeno que tem vindo a dominar a atualidade mundial e há sinais de agravamento para 2023. Um estudo da International Rescue Committee (IRC) concluiu que a sua ocorrência vai contribuir para o aceleramento de crises humanitárias e económicas e para o aumento de conflitos armados.

A organização não governamental avança que o número de pessoas com necessidades de caráter humanitário aumentou na última década para 339,2 milhões. Em 2014, em comparação, apenas 81 milhões de pessoas se encontravam nessa situação.

O estudo "Emergency Watchlist 2023", efetuado pela IRC, refere que da lista de 20 países que se encontram em emergência humanitária, o Haiti e o Afeganistão contribuem com apenas 2% das emissões globais de CO2.

Alterações climáticas - AWAY
Alterações climáticas exigem ação

Somália e Etiópia também estão em destaque devido às chuvas, pois estas bateram recordes na sua periodicidade, o que provocou uma situação de insegurança alimentar de proporções catastróficas nestes países. No Paquistão, o mesmo problema já matou milhares de pessoas.

Para a IRC cenários como estes têm de ser evitados a todo o custo, pelo que a organização sugere que se trabalhe na prevenção e no investimento para abrandar as alterações climáticas.

O relatório indica que as comunidades mais afetadas a nível global não estão a conseguir ter acesso aos serviços de que necessitam para sobreviver ou reconstruir as suas vidas. O documento destaca ainda que o número de pessoas que são obrigadas a fugir das suas casas aumentou para mais de 100 milhões, enquanto em 2014 rondava os 60 milhões.

(Foto: Flickr e Unsplash)

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Barco à vela produzido com algas e plástico reciclado inspira o futuro
Comer carne ou ser vegan? Qual a dieta com menos emissões de carbono?
Limitar o aquecimento global a 1,5ºC parece tarefa impossível diz novo estudo