Sustentabilidade

Munícipio de Loulé junta-se às IPSS Existir e Unir para plantar árvores

Iniciativa do município algarvio enquadra-se no objetivo de povoar o território do concelho com milhares de árvores nos próximos anos
Texto

Assinalar a importância da conservação das florestas naturais para o equilíbrio ambiental, é o objetivo que levou à ação de plantação de árvores de espécies autóctones, promovida pelo município de Loulé. A iniciativa teve lugar na aldeia da Tôr e contou com a participação de duas instituições de solidariedade social do concelho.

Mais de 30 pessoas das IPSS Existir e UNIR estiveram num terreno do barrocal algarvio, na aldeia da Tôr, a plantar 18 árvores de pomar misto de sequeiro: quatro loureiros, quatro oliveiras, três alfarrobeiras, três amendoeiras, duas figueiras e o mesmo número de romãzeiras.

Ação de plantação - AWAY
Iniciativa contou com participação de duas IPSS

Enquadrada no objetivo da Câmara de Loulé, de povoar o território do concelho com milhares de árvores nos próximos anos, a ação foi levada a cabo nesta altura do ano pelo facto de se registarem temperaturas mais baixas e alguma precipitação, o que cria condições mais favoráveis para a plantação de árvores.

Com esta tipo de iniciativas, o município algarvio procura envolver toda a comunidade no objetivo de preservação do património natural, com especial destaque para a conservação da floresta autóctone. Mais resistentes a pragas, doenças, períodos de seca e chuvas intensas, as árvores nativas do território servem como área de refúgio e reprodução de um grande número de animais, importantes para o equilíbrio da fauna e flora locais.

(Fotos: divulgação)

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Aquecimento global pode afetar 3,6 mil milhões de pessoas
O futuro da mobilidade elétrica pode ser um bilugar bem radical
7 dicas para combater a humidade e bolor em casa