Sustentabilidade

Caravana pela Justiça Climática percorrerá 400 km em Portugal pelo ambiente

Iniciativa irá percorrer o país de 2 a 16 de abril, promovendo debates e assembleias sobre as alterações climáticas
Caravana pela Justiça Climática
Caravana pela Justiça Climática

O combate contra as alterações climáticas continua um pouco por todo o mundo e em Portugal não é diferente. Mais de 20 organizações nacionais juntaram-se à iniciativa Caravana pela Justiça Climática e vão percorrer em abril mais de 400 quilómetros e 18 localidade e cidades do país em defesa do ambiente e do clima.

Com o intuito de agir perante a crise climática, a Caravana pela Justiça arranca no dia 2 de abril a partir da praia da Leirosa, a sul da Figueira da Foz, passando por várias zonas do centro do país, até chegar ao Parque das Nações, em Lisboa, no dia 16 de abril.

A capital portuguesa será palco para uma manifestação no dia 16 de abril de 2022

Nos 15 dias da Caravana, serão organizadas assembleias e debates para alertar para as alterações climáticas. Em comunicado, a iniciativa refere também que “serão apontados alguns dos principais responsáveis pela crise climática em Portugal (nomeadamente a Navigator Company, Trustenergy, Celbi, CIMPOR e Celtejo), com a denúncia do avanço de projetos e infraestruturas catastróficas, como as barragens de Alvito e do Pisão e o Projeto Tejo, que propõe um novo ‘Alqueva do Tejo’”.

O percurso de mais de 400 quilómetros será feito em duas fases, sendo que numa primeira fase será feito maioritariamente a pé, indo da Figueira da Foz até Vila Velha de Ródão. A segunda fase será sobretudo de comboio e irá de Mouriscas a Lisboa.

Para o evento, já estão inscritas mais de 20 organizações, entre elas a Cimáximo, APECE, Acréscimo, Basta de Crimes Ambientais e a Greve Climática Estudantil.

Quem quiser juntar-se à iniciativa, percorrendo a totalidade do percurso ou apenas uma parte, deverá primeiro inscrever-se no site.

(Fotos: Caravana pela Justiça Climática e Unsplash)

Continuar a ler
Home
Petróleo russo afinal pode ainda não ser alvo de embargo na União Europeia
A diferença que pode fazer uma tampa na garrafa. Vê aqui o projeto da Coca-Cola
Saga de filme de ação automóvel "Velocidade Furiosa 10" em Portugal