Sustentabilidade

Cisco anuncia neutralidade carbónica para o ano 2040

A Cisco é mais uma das empresas que já definiu a sua meta temporal para as zero emissões de gases com efeito de estufa
Texto
Cisco anuncia neutralidade carbónica para o ano 2040
Cisco anuncia neutralidade carbónica para o ano 2040

Líder mundial na produção de equipamentos tecnológicos que permitem o acesso à internet, a Cisco é mais uma das empresas com a missão de alcançar uma neutralidade carbónica em todas as áreas da sua infraestrutura. Para isso, assumiu um compromisso que inclui o ano 2040 como meta, até ao qual estará comprometida em alcançar o objetivo de zero emissões de gases com efeito de estufa em todos os seus âmbitos.

Antes disso, e até ao ano 2025, há metas que a Cisco quer cumprir mais a curto prazo, sendo que estas incluem uma nova gestão dos seus produtos e respetivas embalagens usando os Princípios de Design Circular, que preveem a sua reutilização, reparação e uma utilização mais eficiente de recursos. Além disso, os serviços que disponibiliza aos seus clientes estão também a ser ajustados, para que 100% dos seus produtos sejam devolvidos na altura em que o serviço termina ou após a sua substituição por equipamentos mais recentes.

Em paralelo, a Cisco é uma das empresas a utilizar 100% de energia renovável em diversos dos países em que está presente, mas o objetivo é que 85% do seu consumo energético global seja gerado a partir de fontes renováveis ainda durante o corrente ainda fiscal.

“Os efeitos devastadores das catástrofes climatéricas das últimas semanas não poderiam ser um sinal mais claro da necessidade urgente de fazer frente às alterações climáticas,” tal como é referido por Fran Katsoudas, EVP and Chief People, Policy & Purpose Officer da Cisco.

Apesar da Cisco já estar a trabalhar em diversas medidas relacionadas com este tema nos últimos 15 anos, este momento representa um passo importante para a empresa, uma vez que reforça a sua intenção de promover um futuro inclusivo para todos. O seu plano de trabalhos até ao ano 2040 vai incluir investimentos e iniciativas destinadas a diminuir o fosso digital, bem como a fomentar a aposta na justiça social, na construção de ecossistemas de impacto com parceiros e na definição de ambiciosos objetivos de sustentabilidade como o “net zero”.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Ponte Vasco da Gama encerrada ao trânsito na próxima madrugada
O futuro pode não ter sequer volante e vai ser mais sustentável
Combustíveis: gasóleo e gasolina descem segunda-feira... mas pouco