Sustentabilidade

Nestlé e Universidade Nova estudam benefícios de biorreator de microalgas

Biorreator de microalgas para limpeza de ar usado no edifício sede da Nestlé em Portugal serve de base para duas dissertações
Texto
Nestlé e Universidade Nova em parceria (Foto: Nestlé)
Nestlé e Universidade Nova em parceria (Foto: Nestlé)

A Nestlé e a Nova School of Science and Technology juntaram-se para uma parceria de cooperação em investigação e inovação na área de sustentabilidade. A partir desta colaboração, irão surgir duas dissertações de mestrado.

A base desta nova parceria é o projeto Nestlé Bio Building, uma iniciativa internacional da marca alimentar que culminou na instalação de um biorreator de microalgas para melhorar a qualidade do ar, no edifício sede da Nestlé em Portugal.

Esta tecnologia pioneira permite a fixação de carbono, ao mesmo tempo que produz oxigénio. Por ano, o biorreator tem a capacidade de absorção de 7,3 kg de dióxido de carbono e de produção de cerca de 5,5 kg de oxigénio. Além disso, permite a produção de 30 kg de biomassa.

Assim, uma das dissertações é de um aluno do Mestrado Integrado em Engenharia do Ambiente que está a acompanhar o funcionamento do biorreator de microalgas de forma a perceber qual é o seu impacto na eficiência energética no edifício.

Já a segunda dissertação, desenvolvida no âmbito do Mestrado em Tecnologia e Segurança Alimentar, estuda a possibilidade de se produzir materiais de embalagem a partir da biomassa gerada pelo reator.

Esta não é a primeira colaboração entre a Nestlé e a Universidade Nova. A gigante do ramo alimentar está a colaborar num programa com a Nova School of Business and Economics e num projeto com a Nova Medical School.

Em comunicado, a Nestlé explica que as colaborações com a Academia são uma das vertentes do programa de apoio à formação e empregabilidade jovem Nestlé Needs Youth, presente na Europa desde 2014.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
TAP encomenda dezenas de BMW enquanto recebe dinheiro do estado
Benfica vs PSG condiciona trânsito em Lisboa. Vê aqui tudo
Comboio de alta velocidade a hidrogénio arranca em Espanha em 2023