Sustentabilidade

Vai ser possível ter uma horta biológica no Convento dos Capuchos

O objetivo é beneficiar das ofertas da Serra de Sintra oferecendo à população local hortas biológicas
Texto

Foi no século XVI que os frades franciscanos que habitavam o Convento dos Capuchos começaram a usar as terras em redor para cultivar as mais variadas plantas tanto para alimentação como para criarem remédios naturais. A tradição acabou por desaparecer, mas vai renascer com a criação de hortas comunitárias que vão poder ser utilizadas pelos habitantes de Sintra.

A iniciativa da Parques de Sintra, empresa gestora do monumento, vai disponibilizar terrenos para cultivo próprio de produtos biológicos de forma a que a população local possa beneficiar das vantagens da Serra de Sintra, onde se encontra o monumento.

Horta biológica no Convento dos Capuchos - AWAY
Horta biológica vai estar aberta à comunidade (foto: divulgação)

Em comunicado, a Parques Sintra refere que pretende estimular junto das gerações mais novas o sentimento de pertença ao lugar que durante vários séculos dos séculos manteve sempre uma ligação com a comunidade.

Esta iniciativa corresponde aos objetivos de sustentabilidade estabelecidos pela entidade, assim como para a missão de sensibilização ambiental. Este é um modo de promover a produção biológica, a produção integrada e a recriação do uso de práticas agrícolas tradicionais.

Numa primeira fase a concurso vão estar quatro talhões, sendo que o número será alargado mais à frente para um total de 25 parcelas para cultivo.

Horta no Concento dos Capuchos - AWAY
Talhões para cultivo (foto: divulgação)

A utilização dos terrenos está disponível apenas para a população de Sintra e quem estiver interessado terá de fazer a candidatura via e-mail até dia 15 de fevereiro. O regulamento está disponível no site da empresa gestora.

A Parques de Sintra irá ajudar na elaboração de um plano anual para as hortas no Convento dos Capuchos, de modo a conciliar os hábitos alimentares com o conjunto de espécies que poderão ser cultivadas. A empresa ainda refere que vai estar disponível para apoiar as várias fases do processo.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Aquecimento global pode afetar 3,6 mil milhões de pessoas
O futuro da mobilidade elétrica pode ser um bilugar bem radical
7 dicas para combater a humidade e bolor em casa