Mobilidade

Hiperdesportivo elétrico Rimac Nevera em ação, em testes na neve

Modelo de quatro motores elétricos esteve na região do Círculo Polar Ártico, a poucos meses de chegar ao mercado

Do circuito de testes da Pirelli situado na Suécia, perto do Círculo Polar Ártico, chegam-nos imagens impressionantes do novo hipercarro elétrico Rimac Nevera em ação. O superdesportivo com motorização elétrica, que está a poucos meses de começar a ser entregue aos seus futuros proprietários, completou duas semanas intensivas de testes de inverno.

Depois de já ter passado por inúmeras fases de desenvolvimento, quer em estrada, quer em câmaras climáticas, e de ter superado com sucesso os testes de homologação nos Estados Unidos e na União Europeia, foi a vez do Nevera ser submetido a ensaios de validação dos sistemas de controlo em condições extremas.

As temperaturas diurnas invulgarmente quentes no norte da Suécia obrigaram a equipa da Rimac a desenvolver a maioria dos testes à noite, quando os termómetros marcavam os valores mais baixos. Por essa altura, eram aperfeiçoados sistemas como o ABS, o ESP e o de vectorização do binário.

Os ensaios conduzidos pelos técnicos da Rimac serviram também para testar o Nevera com os pneus de inverno recomendados pela marca sediada na região de Zagreb, Croácia, no caso os Pirelli P Zero Winter. Estes distinguem-se por uma marcação específica na parede lateral, que atesta o trabalho de desenvolvimento conjunto realizado pela Pirelli em parceria com a Rimac.

Testar numa superfície de baixa aderência como esta permite-nos analisar de forma consistente e precisa o modo como os nossos sistemas estão a funcionar a baixas temperaturas [cerca de -15°C]. O nosso protótipo teve um desempenho a 100% ao longo de todo o processo, por isso sabemos que todos os nossos sistemas principais podem funcionar de forma fiável mesmo em condições extremas”, salientou Mate Rimac, Presidente Executivo do Grupo Rimac.

Produzido na unidade da Rimac Automobili e limitado a apenas 150 unidades, o Nevera está equipado com quatro motores elétricos independentes, cuja potência total se situa nuns impressionantes 1427 kW (1914 cv), alimentados por uma bateria de 120 kWh com 6960 células. As prestações são a condizer: acelerações dos 0 aos 100 km/h em 1,85 segundos e dos 0 aos 161 km/h em 4,3 segundos, e uma velocidade máxima de 412 km/h.

Continuar a ler
Home
Top Gun: Maverick traz Tom Cruise em nova ação
Garrafas de plástico reciclado vão ser utilizadas na construção de pneus
A diferença que pode fazer uma tampa na garrafa. Vê aqui o projeto da Coca-Cola