Smartcity

Instalar painéis solares ou trocar janelas. Braga vai dar voucher de €2500

Residentes economicamente mais vulneráveis que queiram fazer melhorias energéticas às casas poderão candidatar-se ao apoio
Texto
Braga cria voucher para apoiar melhorias energéticas (Foto: Pexels)
Braga cria voucher para apoiar melhorias energéticas (Foto: Pexels)

A Câmara de Braga vai lançar um programa de combate à pobreza energética que vai apoiar famílias que queiram melhorar o desempenho energético e ambiental das suas casas com vouchers de até 2500 euros.

A medida conta com o apoio da empresa municipal BragaHabit e da Associação Empresarial de Braga (AEB) e será discutida na próxima reunião do executivo.

O novo programa vai apoiar intervenções como substituição de janelas e portas não eficientes, aplicação de isolamento térmico, instalação de painéis solares, entre outras.

Cidade de Braga - AWAY
Cidade de Braga (Foto: Pixabay)

Para que a população tenha acesso a este apoio terá de se candidatar com um projeto que, caso seja aprovado, será apoiado a 100% até ao valor máximo de 2500 euros. O voucher atribuído tem de ser usado no prazo de seis meses desde a sua emissão.

A Câmara de Braga explica que caso o valor da intervenção seja superior ao teto máximo do apoio, o candidato terá de assumir a diferença.

Além disso, cada habitação só terá direito a um voucher e este não poderá ser usado juntamente com outros apoios públicos da mesma natureza.

Braga vai ter apoio para melhorias energéticas - AWAY
Braga quer combater pobreza energética (Foto: Unsplash)

Para que a candidatura à medida seja válida, o candidato tem de ser residente com habitação própria em Braga e residir permanentemente nessa morada. Não pode ter outro imóvel para habitação no município.

Além disso, tem de beneficiar da Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE), e o imóvel que irá sofrer a intervenção tem de ter desempenho energético baixo.

Quem também terá acesso ao programa serão pessoas singulares arrendatárias com contrato por tempo indeterminado. Neste caso, terão de cumprir todos os requisitos referidos, com exceção de possuírem habitação própria.

A primeira edição do programa avançará entre 2022 e 2023. O prazo das candidaturas será depois anunciado.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Portugal poderá vir a ter produção de hidrogénio verde em Gondomar
Multa de trânsito, tirada por radar. Atenção à burla! Vê aqui
Preço dos combustíveis: Governo impede descida prevista para hoje