Smartcity

Melhores iniciativas na limpeza urbana vão dar direito a prémio

Novos prémios pretendem impulsionar a eficiência dos serviços públicos, descarbonização e qualidade de vida nas cidades
Texto
Lisboa ao entardecer (foto: Jo Kassis/Pexels)
Lisboa ao entardecer (foto: Jo Kassis/Pexels)

A Associação de Limpeza Urbana (ALU) irá organizar a primeira edição dos Prémios Cidade + para recompensar as melhores iniciativas no setor, amplificar notoriedade de projetos de elevada relevância ambiental e reforçar papel da entidade organizadora.

Os Prémios Cidade + nascem assim em forma de ferramenta que irá permitir impulsionar a eficiência dos serviços públicos, descarbonização nas cidades e qualidade de vida em geral nas cidades, em consonância com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Este galardão permitirá aos vencedores a amplificação nacional e internacional dos seus projetos, comunicação e case study em comunicações internacionais da ALU e ainda a utilização da marca ALU como selo de garantia das suas iniciativas.

prémios ALU

Assim, os Prémios Cidade + (informações aqui) pretendem dar a conhecer projetos, iniciativas e investigação na área da limpeza urbana, que tenham alcançado um impacto significativo a nível nacional ou nas comunidades em que estão inseridos.

Categorias dos prémios Cidade +

Os prémios estão divididos em quatro categorias (com prémio de 5 mil euros cada) e três prémios especiais:

  • “Inovação & Conhecimento”, para a melhoria dos serviços de Limpeza Urbana;
  • “Participação Pública & Cidadania”, para a prevenção de produção de resíduos;
  • “Estratégia para a sustentabilidade”, para a redução do impacto da atividade humana no ambiente;
  • “Equipas felizes”, para dignificar as profissões ligadas à Limpeza Urbana e melhorar a sua perceção pública.

premios cidade - away

Serão ainda atribuídos Prémios Especiais que demonstrem um contributo único na área de limpeza urbana:

  • “Personalidade do Ano”
  • “Equipamento/Tecnologia do Ano”
  • “Campanha do Ano”

premios cidade - away

Com candidaturas de 16 de fevereiro a 31 de julho, podem participar municípios, juntas de freguesia, empresas municipais, ou serviços municipalizados; empresas prestadoras de serviços, consultoras e fabricantes ou distribuidores de equipamentos; pessoas em nome individual ou coletivo, associação e ONG; e ainda universidades e outras entidades que promovam investigação e desenvolvimento.

O painel de jurados é composto por: Ana Cristina Tapadinhas (DECO), Paulo Ferrão (IST/EUREKA); Graça Martinho (FCT NOVA/MARE), Álvaro Beleza (CHLN/ SEDES), Luís Newton (J.F. Estrela/ANAFRE), João Wengorovius Meneses (BCSD Portugal), Nuno Lacasta (APA), António Bento (Solim), e, Luís Almeida Capão (Cascais Ambiente – EMAC S.A/ALU).

As avaliações dos candidatos serão feitas com base em quatro critérios: inovação, sustentabilidade, impacto e replicabilidade, e os vencedores serão anunciados no V Encontro Nacional de Limpeza Urbana, que se irá realizar em outubro de 2023, em Cascais.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Comboios que levitam na linha? Empresa italiana está a testar tecnologia
Radares da PSP. É aqui que vão estar na semana de 24 a 30 de junho
Visita à fábrica da Nissan: sustentabilidade em destaque na produção do Qashqai