Sustentabilidade

Tunísia corta água aos habitantes por causa de seca extrema

Várias cidades na Tunísia estão a ficar sem água para consumo durante a noite para conservar o bem
Texto

A seca severa na Tunísia levou as autoridades a cortar o abastecimento de água potável durante a noite em várias cidades do país, entre elas na capital, Tunes. A medida não foi anunciada, o que está a causar tensão no seio da população.

Nos últimos três anos, o país do norte de África tem vivido uma seca que parece não dar tréguas. A falta de água está a começar a ameaçar as plantações do país e a criar insegurança alimentar.

A ausência de chuva – de setembro de 2022 a janeiro de 2023, apenas caíram 110 milhões de metros cúbicos de água, um quinto do normal – levou o Governo a estudar medidas, entre elas aumentar o preço da água ou mesmo fechá-la durante a noite, esta última acabando por avançar.

Seca na Tunísia - AWAY
Seca está a impactar reservas de água (foto: Yassine Gaidi/Anadolu Agency/Getty Images)

Apesar de não ter havido nenhum anúncio oficial, Yassin Mami, um legislador do novo parlamento, citado pela Reuters, referiu que a companhia da água explicou que as frequentes interrupções no abastecimento se devem à falta de água no país.

As barragens na Tunísia perderam cerca de mil milhões de metros cúbicos entre setembro de 2022 e março de 2023 devido à falta de chuva. A barragem de Sidi Salem, que dá água para consumo a várias regiões, está com apenas 16% da sua capacidade total.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Vais para o Algarve? Vê se a tua praia perdeu o selo de 'Qualidade de Ouro'
Radares da PSP: é aqui que vão estar na semana de 20 a 26 de maio
5 dicas para usares tecnologia de forma ambientalmente responsável