Sustentabilidade

Novo alerta: mais de metade dos lagos do mundo estão a secar

Estudo analisou 2 mil lagos e concluiu que mais de metade está a encolher desde o início dos anos 1990
Texto

Os lagos do mundo estão a secar. Desde o início dos anos 1990, mais de metade dos grandes lagos e reservatórios do mundo encolheram. As alterações climáticas, o uso intensivo de água na agricultura, o consumo humano e a energia hidroelétrica são apontados como os principias culpados.

Um novo estudo agora divulgado analisou perto de 2 mil grandes lagos e concluiu que a nível global, 53% deles encolheram entre 1992 e 2020. Os investigadores salientam que o fenómeno é potenciado pelo uso de água desenfreado, pelas mudanças nas chuvas, sedimentos e o aumento da temperatura.

Além disso, algumas das principais fontes de água para consumo estão a perder, em conjunto, milhares de milhões de toneladas por ano deste bem.

Mar Morto - AWAY
Mar Morto (foto: Dave Herring/Unsplash)

Perto de 2 mil milhões de pessoas são diretamente afetadas pelo desaparecimento gradual dos lagos, com muitas regiões a ficar com falta de água.

De acordo com a Reuters, os cientistas climáticos costumam referir que com as alterações climáticas, o fenómeno que se vai verificar é que as zonas secas ficarão mais secas e as áreas húmidas, mais húmidas. No entanto, este estudo parece indicar que há perdas de água mesmo em regiões onde tal não deveria acontecer.

Entre os lagos afetados pelo fenómeno, surgem o Mar de Aral, na Ásia ocidental, o Mar Morto, na Jordânia e Israel, o Lago Titicaca, na fronteira entre o Peru e a Bolívia, assim como alguns no Afeganistão, Egipto e Mongólia.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Legumes e frutas a estragar? Vê como prolongar a sua vida e evitar que acabem no lixo
Vais para o Algarve? Vê se a tua praia perdeu o selo de 'Qualidade de Ouro'
5 dicas para usares tecnologia de forma ambientalmente responsável