Energia

Fábrica de autoclismos Oli em Aveiro já tem 3862 painéis solares

Oli fez a décima ampliação do seu complexo industrial em Aveiro num investimento global de 12 milhões de euros
Texto
Novo edifício da Oli com painéis solares (foto: divulgação)
Novo edifício da Oli com painéis solares (foto: divulgação)

A Oli, uma das maiores produtoras de autoclismos da Europa, concluiu agora a décima ampliação do seu complexo industrial em Aveiro com a inauguração de um novo edifício mais sustentável. Graças a um investimento global de 12 milhões de euros, a empresa conseguiu aumentar a sua área e diminuir a pegada ambiental.

O novo edifício representa uma grande aposta na sustentabilidade energética graças aos 1050 painéis solares fotovoltaicos que fazem agora parte da fachada e coberturas.

Desta forma, o complexo industrial da Oli passa a contar com 3862 painéis fotovoltaicos que vão ajudar a reduzir as emissões de dióxido de carbono (CO2) em 300 toneladas por ano.

Edifício Oli - AWAY
Painéis solares foram instalados na fachada e na cobertura (foto: divulgação)

Além da aposta no parque solar fotovoltaico, a Oli está também a recuperar a matéria-prima, utilizando moinhos instalados à saída das máquinas. Além disso, está a apostar na inovação para adotar novas matérias-primas de origens alternativas às fontes fósseis e petrolíferas.

Com foco na sustentabilidade, em 2022, a empresa de origem aveirense eliminou o uso de blisters na produção, uma medida que permitiu reduzir em 11 toneladas o consumo de plástico.

A Oli surgiu em Aveiro, há 69 anos, e é atualmente a maior produtora de autoclismos da Europa do Sul, refere a empresa em comunicado. Conta com uma produção anual de 2 milhões de autoclismos e 3 milhões de mecanismos.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Vais comprar pão? 6 dicas para aproveitares até à última migalha
Quanto tempo demora o Citroën ë-C4 X a percorrer 1000 quilómetros?
Radares da PSP. Vê onde vão estar na semana de 19 a 25 de fevereiro