Energia

Portugal é o quarto país europeu a usar mais energia renovável

No primeiro trimestre de 2022, a incorporação de renováveis na geração de energia em Portugal foi de 58,7%
Texto
Energias renováveis em Portugal
Energias renováveis em Portugal

Nos primeiros três meses de 2022, Portugal foi o quarto país europeu a incorporar mais energias renováveis na geração de eletricidade, tendo sido apenas ultrapassado pela Noruega, Dinamarca e Áustria. a conclusão é divulgada pela Associação de Energias Renováveis (APREN) no Boletim Eletricidade Renovável de março 2022.

As energias renováveis em Portugal têm ganhado terreno, com vários investimentos em parques solares e eólicos um pouco por todo o território nacional. Ainda assim, de acordo com o Boletim da APREN, o que se verificou foi que na geração de eletricidade em Portugal Continental, no primeiro trimestre de 2022, houve um decréscimo na incorporação de renováveis face ao período homólogo de 2021.

A incorporação de renováveis no acumulado de março de 2022 foi de 58,5%, menos 17,7% do que no acumulado de março de 2021 (76,2%).

Este decréscimo deve-se em grande parte à seca que se fez sentir no território que obrigou a que se parasse a produção de energia hídrica em algumas das centrais hidroelétricas. E se por um lado a produção de energia hídrica teve um decréscimo (41% em 2021 para 14% em 2022), a de energia solar e eólica subiu.

Alqueva (Associated Press/Armando Franca)

Graças à utilização de energias renováveis na geração de eletricidade em Portugal, foi possível evitar a emissão de 2 milhões de toneladas equivalentes de dióxido de carbono, entre janeiro e março de 2022.

Mercado de eletricidade com forte aumento

O preço médio horário registado no mercado ibérico de eletricidade (Mibel) em Portugal também foi analisado, permitindo concluir que houve um forte aumento no primeiro trimestre de 2022 face ao trimestre homólogo de 2021.

De acordo com o boletim da APREN, o preço médio horário em Portugal de 1 de janeiro a 31 de março de 2022 no mercado grossista foi de 229,5 euros/megawatt hora (MWh), um número quatro vezes superior ao registado no mesmo período de 2021.

O valor registado em Portugal foi muito semelhante ao de Espanha (229,4 euros/MWh), França (232,2 euros/MWh), Itália (251,6 euros/MWh) e Bélgica (208,0 euros/MWh).

Em março de 2022, foi atingido um novo máximo no preço da eletricidade no mercado ibérico grossista, tendo o valor médio por megawatt hora chegado aos 542,78 euros. 

Nesse mesmo dia, o preço chegou a atingir 700 euros/MWh em Espanha. Mas a tendência não se verificou apenas na Península Ibérica. Também a Alemanha, a Áustria, a Bélgica, a Dinamarca, a França e Itália viram os preços máximos atingirem os 700 euros/MWh em março de 2022, de acordo com a APREN.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Governo recomenda baixar a velocidade máxima para os 100 km/h
Comboio de alta velocidade Porto-Lisboa poderá ser uma realidade dentro de uma década
Itália tem primeira residência para estudantes alimentada a hidrogénio