Atualidade

Radares de velocidade podem render mais de 30 milhões de euros em Lisboa

Desde 1 de junho já foram apanhados mais de 230 mil condutores em excesso de velocidade
Texto
Radar de velocidade em Lisboa (foto: António Cotrim/Lusa)
Radar de velocidade em Lisboa (foto: António Cotrim/Lusa)

Os 41 novos radares de velocidade em Lisboa, entraram em funcionamento a 1 de junho e poderão permitir à câmara da Carlos Moedas arrecadar cerca de 31,2 milhões de euros com as receitas das infrações detetadas.

As contas, respeitantes aos 21 radares que substituíram equipamentos obsoletos e 20 em novas localizações, são da agência Lusa com dados fornecidos pela CML, até 29 de novembro.

A autarquia poderá ter receitas de 25,6 milhões de euros com multas consideradas graves (mínimo de 120 euros de coima), 4,3 milhões de euros com multas muito graves (valor mínimo de 300 euros) e 1,2 milhões de euros com multas muito graves II (mínimo de 500 euros de coima).

As multas muito graves e muito graves II, dependem de em quantos km/h o infrator é controlado.

radar - AWAY
Aviso de radar, Lisboa (foto: Direitos Reservados)

A autarquia deixa, no entanto, a informação que para os cofres de Lisboa ficam apenas 55% do valor da coima, uma vez que os restantes 45% revertem para a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) e para o Estado (10% e 35% respetivamente).

O radar recordista de ocorrências é o que está fixo no sentido oeste-este da Avenida Lusíada, junto ao Hospital Lusíadas, que detetou no período em análise, de 1 de junho a 29 de novembro, 41.677 infrações.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Plano da União Europeia vai ajudar a salvar as abelhas
Base logística do Intermarché já tem painéis solares fotovoltaicos
Antártida tem um novo iceberg 15 vezes maior do que Lisboa