O poder dos drones para travar a poluição aquática

Nos Estados Unidos, os drones são usados por ambientalistas para identificar descargas ilegais para cursos de água
Drones usados contra poluição (Foto: J. Cortez/AP)
Drones usados contra poluição (Foto: J. Cortez/AP)

Nos últimos tempos, os drones começaram a tomar palco central no combate aos incêndios e até ao aquecimento global. São grandes aliados já que, pelas suas características, conseguem chegar onde nem sempre é fácil ir, permitindo analisar cenários que poderiam ficar escondidos ou esquecidos. Por isso, ambientalistas começaram a utilizá-los e, agora, os drones ajudam na luta contra a poluição das águas.

Brent Walls é um ambientalista que decidiu começar a usar drones quando viu uma substância branca num pequeno rio numa zona rural da Pensilvânia. A suspeita foi imediata: parecia que a mina poderia estar a fazer descargas ilegais, violando o Clean Water Act (Ato Água Limpa).

Para verificar a teoria, Brent Walls optou por utilizar um drone, uma vez que a mina estava rodeada de terrenos privados e aproximar-se poderia implicar um incumprimento da lei. As fotografias que recolheu provaram a suspeita e conseguiu-se que a empresa que geria a mina parasse com as descargas e instalasse um sistema de filtragem.

Poluição captada por drone (Foto: Brent Walls via AP)

Mas Brent Walls não é o único que está a usar os drones no combate à poluição. Um pouco por todos os Estados Unidos, ambientalistas usam a ferramenta para identificar fontes de poluição em zonas de difícil acesso, algo permitido pelo Clean Water Act.

Para se usar drones no combate à poluição é necessário um certificado federal para pilotar o gadget e há leis federais, estatais e locais a serem cumpridas. Só assim é possível capturar imagens que possam ser usadas tanto para levar as empresas a mudarem as suas atitudes como para servirem de prova em tribunal, caso seja necessário chegar a esses trâmites.

Drones contra a poluição: problemas que podem surgir

Apesar de serem uma ferramenta útil, a verdade é que a utilização de drones para o combate à poluição não está imune a críticas.

Há quem alerte para o facto de um voo não planeado de drones sobre um local de manuseamento de máquinas possa ser uma distração e levar a acidentes.

Drones (Foto: J. Cortez/AP)

Há também quem refira a questão da privacidade, algo que levou Cam Ward, um antigo senador do Alabama, a apoiar uma proposta de lei, em 2020, – que acabou por não ser aprovada - que limitava a utilização da tecnologia em infraestruturas como minas, refinarias e centrais de gás natural.

Mesmo sem serem levantadas as problemáticas da utilização dos drones, nos Estados Unidos, não é fácil navegar as leis e regras que têm de ser cumpridas já que acabam por ser inconsistentes, refere a Associated Press. Ainda assim, os drones têm-se mostrado uma ferramenta útil na monitorização de possíveis poluentes de águas e tem-se conseguido recolher provas que têm feito a diferença.

Continuar a ler
Home
Preço dos combustíveis para a próxima semana com nova descida
E-bike analisa o nível de poluição no ar enquanto pedalas
E se fosses de balão ao espaço? Descobre aqui o preço de uma viagem de 6 horas