Atualidade

Alerta mundial: estaremos nós cada vez mais obesos?

Estudo revela que mais de metade da população mundial terá excesso de peso ou obesidade em 2035
Texto
Obesidade atinge todas as idades (foto: Allgo/Unsplash)
Obesidade atinge todas as idades (foto: Allgo/Unsplash)

Receitas. Comida. Quem não passa os dias a pensar em o que fazer para o jantar ou o que comer no próximo fim-de-semana? Mas se precisamos de nos alimentar também precisamos cada vez mais prevenir o excesso de peso e obesidade.

Sedentarismo, falta de tempo, profissões exigentes, todas as razões são válidas para descurarmos a nossa alimentação e, pior, a alimentação também das crianças.

obeso - away
Há profissões que potenciam mais o surgimento da obesidade (foto: Allgo/Unsplash)

Um novo estudo vem colocar a questão da obesidade novamente em cima da mesa com preocupações que devemos estar atentos.

A Federação Mundial de Obesidade (World Obesity - no original) estima que 51% da população mundial, ou 4.000 milhões de pessoas, vai viver com excesso de peso ou obesidade em 2035 se a prevenção e o tratamento desta epidemia não forem tornados uma prioridade.

obesidade
Utilização de tecnologia impede exercício e aumenta problemas de sedentarismo (foto: Allgo/Unsplash)

Segundo o relatório do Atlas Mundial de Obesidade, divulgado pela Fundação Gasol, que se dedica a prevenir a obesidade infantil, o impacto económico global do excesso de peso e da obesidade vai chegar a 4,32 mil milhões de dólares (4,05 mil milhões de euros) por ano, em 12 anos. Isto tem um incrível peso de quase 3% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial.

O relatório, publicado no âmbito do Dia Mundial da Obesidade, celebrado amanhã, 4 de março, revela que em 2035 a obesidade pode atingir mais do dobro da população infantil face a 2020, um aumento mais rápido do que o esperado, maior entre as meninas do que entre os rapazes.

O problema atinge maior expressão nos países de baixos rendimentos, que são nove em cada dez países do mundo onde se espera o maior aumento - estima-se um maior crescimento da prevalência da obesidade seja ainda mais rápido, localizados na Ásia ou na África.

obesidade - away
Comida como pizza, lasanha e similares, quando em excesso, podem ser um problema (foto: Engin Akyurt/Pexels)

Perante estes dados preocupantes, a World Obesity destaca a necessidade de desenvolver planos de ação nacionais contra a obesidade em todo o mundo, "como o Plano Estratégico Nacional para a Redução da Obesidade Infantil, recentemente aprovado em Espanha", de acordo com o estudo da Fundação Gasol.

Segundo explica a Fundação, “aliada do plano contra a obesidade infantil”, incluem-se 200 medidas a realizar até 2030 com o objetivo de reduzir o excesso de peso em 25% e o fosso social da obesidade em 40%.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Estes painéis solares de cor terracota são discretos e quase desaparecem no telhado
Primavera sem andorinhas? Número destas aves está em declínio
Sabes como guardar sobras de conservas, abacate ou tofu?