Mobilidade

Google desenvolve tecnologia que localiza trotinetes elétricas com precisão

Tecnologia inovadora de estacionamento, que recorre a realidade aumentada, vai estar disponível na Bird
Bird com tecnologia da Google
Bird com tecnologia da Google

Uma nova tecnologia desenvolvida pela Google irá permitir à Bird entrar em uma nova era de gestão dos estacionamentos e de geolocalização das trotinetes, mantendo o foco no serviço ao utilizador e correta utilização de micromobilidade em ambiente urbano.

O Bird Visual Parking System (Bird VPS) é uma ferramenta de estacionamento escalável que poderá ser utilizada de forma gratuita em qualquer cidade parceira da operadora e não requer quaisquer investimentos em tecnologia ou infraestrutura.

Esta nova tecnologia, para já em testes apenas em Nova Iorque, São Francisco e San Diego, permite que a Bird geolocalize as trotinetes estacionadas, com elevado índice de precisão, aproveitando a experiência de digitalização das ruas, vias e estradas que a tecnologia 3D da Google permite.

Como funciona o Bird VPS?

Recorrendo à tecnologia de realidade aumentada, desenvolvida pela API ARCore Geospatial da Google e dados do Street View, o Bird VPS permite que os utilizadores terminem as viagens de maneira mais organizada, ao mesmo tempo que aderem a normas de estacionamento das comunidades.

Os utilizadores (iOS ou Android) podem realizar um “scan” à área onde termina a viagem com a câmara do telemóvel e o sistema analisa de imediato as imagens com base no reconhecimento Google e imagens Street View em tempo real.

Após a conclusão da viagem o Bird VPS analisa os requisitos de estacionamento desse local e permite que o utilizador conclua a viagem ou então direciona-o para um local onde possa parquear devidamente em condições a sua trotinete ou bicicleta.

O objetivo da tecnologia é manter os passeios e ruas livres de obstruções.

Continuar a ler
Home
Combustíveis: gasóleo vai finalmente descer na próxima segunda-feira
Supervan desportiva de entregas rápidas com 1.470 kW
Carros elétricos usados. Uma boa opção? O que ter em conta?