Mobilidade

Renault vende filial na Rússia, mas deixa hipótese de recompra

Marca francesa vendeu participação na Avtovaz, mas deixou opção de recompra por período de seis anos
Texto
Renault vende participação na Avtovaz
Renault vende participação na Avtovaz

A Renault anunciou que vai vender a sua participação no fabricante Avtovaz, na Rússia, a um instituto de ciências russo. O negócio inclui uma opção de recompra por um período de seis anos.

Com este negócio, que já foi aprovado e está pronto a ser fechado, a participação de 67,69% da Renault na Avtovaz passa para o Instituto Central de Investigação e Desenvolvimento de Automóveis e Motores (Nami).

Também foi anunciado pelo fabricante francês que as ações que detinha na Renault Rússia passam para a cidade de Moscovo.

De acordo com a Reuters, Luca de Meo, CEO da marca de automóveis francesa, refere que este negócio permite à Renault preservar a possibilidade de voltar a entrar na Rússia no futuro, ao mesmo tempo que protege os funcionários da empresa.

Desde que a Rússia invadiu a Ucrânia que várias empresas dos mais variados setores têm optado por abandonar os seus negócios no país. A Renault chegou a suspender a produção, tendo no final de março, retomado a atividade. Na altura, acreditou-se que a decisão se prendia com o facto de a marca ter uma operação com cerca de 45 mil funcionários e de ter uma grande quota do mercado.

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Plano da União Europeia vai ajudar a salvar as abelhas
Base logística do Intermarché já tem painéis solares fotovoltaicos
Antártida tem um novo iceberg 15 vezes maior do que Lisboa