Mobilidade

Ford quer ser o segundo maior construtor de veículos elétricos até 2023

Marca tem apostado na eletrificação e planeia começar a desenvolver componentes para veículos elétricos nas suas fábricas
Texto
Ford quer ser segundo maior construtor de elétricos
Ford quer ser segundo maior construtor de elétricos

A Ford anunciou que espera ter a capacidade de produção anual de perto de 600 mil veículos zero-emissões em dois anos, tornando-se assim o segundo maior fabricante de carros elétricos do mundo. A notícia é avançada pela Reuters que associa este otimismo da marca americana ao facto de o seu novo veículo elétrico, a pickup F-150 Lightning, já ter perto 200 mil reservas.

Ford F-150 Lightning

Apesar da vontade da Ford, de acordo com a AutoForecast Solutions, que fez uma previsão da produção de elétricos, a marca deverá competir com a Stellantis pelo terceiro lugar, em 2025, ficando atrás da Tesla e do grupo Volkswagen.

A aposta da marca na eletrificação não se fica apenas pela nova pick-up. Recentemente, foi anunciado que a Ford planeia começar a produzir componentes para veículos elétricos nas fábricas onde já se produzem elementos para carros com motor a combustão.

A marca também tem trabalhado com cinco fornecedores globais de baterias, esperando conseguir baixar o preço das células de baterias para os 70 euros por kWh, até 2030. A Ford também está a apostar nas baterias sólidas e espera introduzi-las no mercado em menos de dez anos.

(Fotos: Ford)

Continuar a ler
Descobre o teu mundo.
Recebe a nossa newsletter semanal.
Home
Ponte Vasco da Gama encerrada ao trânsito na próxima madrugada
O futuro pode não ter sequer volante e vai ser mais sustentável
Combustíveis: gasóleo e gasolina descem segunda-feira... mas pouco