Mobilidade

Ford divulga metas de sustentabilidade e de transição elétrica em relatório

Juntamente com documento que aborda objetivos ambientais, a marca apresentou relatório dedicado aos direitos humanos
Metas de sustentabilidade da Ford
Metas de sustentabilidade da Ford

A Ford apresentou o seu Relatório Integrado de Sustentabilidade e Financeiro 2022, no qual dá conta das principais metas ambientais que pretende atingir nos próximos anos e dos objetivos traçados no âmbito da transição para a mobilidade elétrica, nomeadamente o de ter uma quota de 50% de veículos eletrificados no total de vendas globais até 2030.

Com planos para passar a produzir anualmente mais de dois milhões de veículos elétricos até 2026, a Ford reforça o seu compromisso em tornar-se neutra em carbono até 2050. Mas mais do que isso, a marca americana está apostada em cumprir algumas metas intermédias ao nível da sustentabilidade e, em concreto, da redução do impacto ambiental provocado pela sua atividade.

Até 2035, é objetivo da Ford reduzir em 50% as emissões de CO2 por veículo face aos valores registados em 2019.

Já ao nível das emissões provocadas por toda a sua operação, há a ambição de obter uma redução de 76%, tendo como referência os valores de 2017. O construtor diz, aliás, que já no ano passado conseguiu uma redução de 35% nas emissões em termos absolutos, novamente em comparação com os números registados em 2017.

Para atingir os seus objetivos de sustentabilidade, divulgados no seu mais recente relatório, a Ford vai reforçar a aposta na eletrificação. Desde logo, através de um investimento de mais de 50 mil milhões de dólares no desenvolvimento de veículos elétricos e respetivas baterias, a realizar a nível global entre 2022 e 2026.

Desta forma, a marca sediada em Dearbon, Michigan, prevê a criação de milhares de postos de trabalho nas suas fábricas em todo o mundo, ao mesmo tempo que se propõe a criar uma “cadeia de abastecimento sustentável e ética”.

Outros pontos do relatório a merecer destaque são a associação da Ford à RouteZero, uma coligação global para contenção do aquecimento global, no sentido de tornar as vendas de todos os seus automóveis e furgões com emissões zero, até 2035 nos principais mercados e até 2040 a nível global, bem como a colaboração com a Redwood Materials para incrementar a reciclagem de baterias em fim de vida.

Em conjunto com o Relatório Integrado de Sustentabilidade e Financeiro, a Ford apresentou um outro relatório dedicado aos direitos humanos, cujo conteúdo foi explicado pelo Presidente Executivo da marca, Bill Ford: “nele examinar-se-á a forma como os nossos materiais são produzidos, onde os nossos produtos são fabricados e como se medem os nossos padrões de trabalho”.

Continuar a ler
Home
Novos radares em Lisboa dia 01 de junho. Sabe aqui onde estão
Cuidado com o calor. Vêm aí máximas de 35 graus!
Sabias que há cidades que podem contribuir para a tua saúde?