Mobilidade

Rivian promove oferta pública de subscrição para ser cotada na bolsa de Nova York

A empresa americana planeia investir perto de sete mil milhões de euros até 2030
Rivian faz oferta pública de subscrição (foto: divulgação)
Rivian faz oferta pública de subscrição (foto: divulgação)

A Rivian, fabricante de veículos elétricos, apresentou a oferta pública de subscrição inicial, para poder tornar-se uma empresa pública e ser cotada em bolsa. Com esta ação, a empresa californiana pretende obter novo capital para poder aumentar as suas infraestruturas. De acordo com o New York Times, esta é uma das ofertas públicas de subscrição mais aguardadas de 2021.

Para fazer a oferta pública de subscrição, a empresa americana teve de apresentar as contas e, no documento inicial, dá para perceber que os investimentos têm sido avultados e que para continuar é necessário um aumento de capital.

Rivian R1T (foto: divulgação)

Em 2019, a Rivian perdeu perto de 370 milhões de euros, valor que mais do que duplicou no ano seguinte com a construção da nova fábrica em Normal, Illinois. Nos primeiros seis meses deste ano, a Rivian declarou 860 milhões de euros em perdas.

As perdas de capital, apesar de elevadas, já eram esperadas, uma vez que a empresa criada em 2009 esteve em fase de desenvolvimento e apenas este ano começou a fabricar e a vender os seus veículos elétricos, a carrinha pick-up R1T e o SUV R1S.

Rivian lança primeiros SUV e carrinha pick-up elétricos

Segundo a oferta pública de subscrição, em setembro havia mais de 48 mil pré-encomendas da carrinha pick-up e do SUV elétricos, nos Estados Unidos e no Canadá. Para fazer a pré-encomenda, os clientes tiveram de fazer um depósito reembolsável de 865 euros. Até ao momento, esta é a única receita da empresa.

Fábrica Rivian (foto: divulgação)

Nos últimos anos, a fabricante de EV teve investimentos superiores a 8,6 mil milhões de euros de várias grandes empresas como a Amazon e a Ford Motors e de fundos de investimento como o T. Rowe Price. A Amazon fez também uma encomenda de 100 mil carrinhas elétricas que deverá ser entregue até final de 2030.

Até 2023, a Rivian espera fazer um investimento de 6,9 mil milhões de euros em infraestruturas para aumentar a capacidade de produção, fabricar células de bateria, desenvolver redes de carregamento e desenvolver software. Segundo a oferta pública de subscrição inicial, não esperam ter lucros no futuro próximo.

Até ao momento, não foi divulgado que valor a empresa espera angariar com a oferta pública de subscrição.

Continuar a ler
Home
União Europeia proíbe venda de veículos a gasóleo ou gasolina após 2035
Painéis solares grátis? Descobre como teres acesso
Há um ingrediente secreto capaz de transformar água do mar em água potável